SAÚDE

MS recebe primeira remessa com 88 mil doses de vacina contra a Influenza

Publicados

em

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) recebeu nesta terça-feira (22), 88 mil doses de imunizante contra a Influenza. Esta é a primeira remessa enviada ao Estado pelo Programa Nacional de Imunizações, do Ministério da Saúde. Os imunizantes chegaram ao Estado por volta das 12h30, no Aeroporto Internacional de Campo Grande, e foram encaminhados à sede da Coordenadoria Estadual de Vigilância Epidemiológica (CEVE).

A Campanha de Imunização contra a Influenza e o Sarampo começa no próximo dia 4 de abril em Mato Grosso do Sul. Estão aptos a se vacinar 1.030.630 pessoas contra a Influenza e 193.439 crianças contra o Sarampo.

Para o secretário de Estado de Saúde, Geraldo Resende, é importante a população estar atenta ao calendário vacinal, principalmente da Influenza. “Nesta primeira fase, os idosos e os profissionais de saúde, principalmente, aqueles que atuam na linha de frente, precisarão tomar a vacina contra gripe. É importante que os pais levem as crianças para se vacinarem, não só contra a Influenza e o Sarampo, mas contra a Covid-19 também. Então, a partir de 4 de abril, procure uma unidade de saúde para se vacinar”.

  • Segundo a coordenadora Estadual de Vigilância Epidemiológica da SES, Ana Paula Rezende de Oliveira Goldfinger, os imunizantes ficarão armazenados na sede da Coordenadoria Estadual de Vigilância Epidemiológica (CEVE) da SES, até o próximo dia 31 de março. “Por uma questão de segurança, os imunizantes ficarão armazenados na CEVE até o dia 31 de março, quando iniciaremos a distribuição dos imunizantes aos municípios. Sabemos que o Ministério da Saúde deverá encaminhar nos próximos dias mais doses de vacina contra a Influenza, para darmos início a nossa Campanha contra a Influenza e que começa no dia 4 de abril em todo o país”.
Leia Também:  CATAR 2022 - CBF apresenta novas camisas da seleção brasileira para a Copa do Mundo

Também no dia 4 de abril ocorre a campanha contra o Sarampo. Segundo estimativa populacional do Ministério da Saúde, 193.439 crianças de seis meses a menores de cinco anos (4 anos 11 meses e 29 dias) estão aptas a se vacinarem contra o Sarampo. “A vacinação contra o Sarampo já está dentro das vacinas de rotinas, então, mensalmente, o Ministério da Saúde já manda doses para que sejam enviadas às salas de vacinação de todos os municípios. Com esta campanha, o objetivo é vacinar indiscriminadamente contra o sarampo as crianças de seis meses a menores de cinco

anos de idade e atualizar a situação vacinal dos trabalhadores da saúde contra o sarampo”, destaca Goldfinger.

*Influenza*

A campanha acontecerá em duas etapas. O dia D de mobilização nacional está previsto para o dia 30 de abril.

*Primeira etapa – entre os dias 04/04 e 02/05*

  • Idosos com 60 anos ou mais;
  • Trabalhadores da saúde;

*Segunda etapa – entre os dias 03/05 e 03/06*

  • Crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade (4 anos, 11 meses e 29 dias);
  • Gestantes e puérperas;
  • Povos indígenas;
  • Professores;
  • Comorbidades;
  • Pessoas com deficiência permanente;
  • Forças de segurança e salvamento e Forças Armadas;
  • Caminhoneiros e trabalhadores de transporte coletivo rodoviário de passageiros urbano e de longo curso;
  • Trabalhadores portuários;
  • Funcionários do sistema prisional;
  • Adolescentes e jovens de 12 a 21 anos de idade sob medidas socioeducativas;
  • População privada de liberdade.
Leia Também:  Tesouro pagou em julho R$ 400,56 milhões em dívidas de estados

*Crianças*

Segundo o Ministério da Saúde, no caso das crianças de seis meses a menores de 5 anos que já receberam ao menos uma dose da vacina Influenza ao longo da vida em anos anteriores, deve se considerar o esquema vacinal com a apenas uma dose em 2022. Já para as crianças que serão vacinadas pela primeira vez, a orientação é agendar a segunda dose da vacina contra gripe para 30 dias após a primeira dose.

*Sarampo*

Começa no dia 4 abril para crianças de seis meses a menores de cinco anos (4 anos 11 meses e 29 dias).

Texto e foto: Rodson Lima, SES

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

SAÚDE

Anvisa analisa cinco pedidos para diagnóstico da varíola dos macacos

Todos os pedidos de registro já tiveram a análise iniciada

Publicados

em

A Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) divulgou, nesta quinta-feira (11), o balanço dos pedidos de registro de produtos para o diagnóstico de varíola dos macacos. No total, foram cinco pedidos e todos já tiveram sua análise iniciada.

Segundo a agência, os dois primeiros produtos foram Viasure Monkeypox Virus Real Time PCR Detection Kit, fabricado na Espanha pela empresa CerTest Biotec, e Monkeypox Virus Nucleic Acid Detection Kit, fabricado na China pela empresa Shanghai BioGerm Medical Technology. Ambos são ensaios moleculares, passaram pela avaliação do corpo técnico da Anvisa e aguardam complementação de informações por parte das empresas solicitantes para continuidade da análise.

O terceiro produto, que teve o pedido de registro submetido no dia 8 de agosto, também é um ensaio molecular e corresponde ao Standard M10 MPX/OPX, que tem como fabricante legal a empresa nacional Eco Diagnóstica, mas que tem parte da sua produção ocorrendo em outro país. A análise técnica da documentação está em curso.

Os pedidos mais recentes deram entrada na quarta-feira (10). Um deles, o Monkeypox Virus Antigen Rapid Test, o primeiro pedido relacionado a teste rápido para detecção de antígeno, fabricado pela empresa chinesa Shanghai BioGerm Medical Technology, e o produto Kit Molecular Monkeypox (MPXV) Bio-Manguinhos, fabricado no Brasil pelo Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos Bio-Manguinhos.

Leia Também:  Selvíria tem 'Dia D' de multivacinação para crianças e adultos

Em nota, a Anvisa destacou que a prioridade é “a avaliação de todos os pedidos de registro de produtos para diagnóstico in vitro que possam ser utilizados como recurso para o enfrentamento da monkeypox [varíola dos macacos, em inglês]”.

Edição: Fernando Fraga

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

SELVÍRIA

ACONTECEU

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA