SAÚDE

Começam as campanhas de vacinação contra pólio e de multivacinação em Selvíria

Publicados

em

Começou hoje (5) a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite para crianças de até 5 anos. A mobilização vai até o dia 30 de outubro em postos de saúde da Selvíria e do bairro da Véstia.  No sábado (17), a vacinação será reforçada com o dia ‘D’ de mobilização nacional.

Também a partir desta segunda-feira, começou a campanha nacional de multivacinação. Crianças e adolescentes menores de 15 anos, não vacinados ou com esquemas incompletos de qualquer vacina, devem comparecer às unidades de saúde para atualizar a caderneta de vacinação.

No público-alvo da campanha contra a poliomielite estão crianças menores de 5 anos de idade, com estratégias diferenciadas para crianças com até 1 ano incompleto e para aquelas na faixa etária de 1 a 4 anos. A depender do esquema vacinal registrado na caderneta, a criança poderá receber a Vacina Oral Poliomielite (VOP), como dose de reforço ou dose extra, ou a Vacina Inativada Poliomielite (VIP), como dose de rotina.

Em Selvíria, as vacinas estarão sendo aplicadas no ESF I, localizado em frente a Prefeitura, no ESF II, no bairro da Véstia, das 08h30 às 11h30 e das 14h às 16h30. Nas unidades de saúde dos Assentamentos, a vacinação acontece durante os atendimentos médicos semanais. Já o Dia Dia de D de Vacinação, será no dia 17 (sábado), das 08h às 16h no ESF I e ESF II.

Leia Também:  Em testes em MS, vacina chinesa tem 6 milhões de doses liberadas para importação no Brasil

Doença – A poliomielite, também chamada de pólio ou paralisia infantil, é uma doença contagiosa aguda causada pelo poliovírus, que pode infectar crianças e adultos e, em casos graves, pode levar a paralisias musculares, em geral nos membros inferiores, ou até mesmo à morte. A vacinação é a única forma de prevenção.

COVID-19 – A população deve procurar os serviços de saúde para a vacinação mesmo com a pandemia de COVID-19 (Coronavírus), pois a vacina é de extrema importância para manter as crianças imunes à doença. Para tanto, a rede pública adotou medidas de prevenção, para garantir a segurança das pessoas que comparecerem aos postos.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

SAÚDE

Doença falciforme é tema de evento desta terça-feira

Publicados

em

A Subsecretaria Estadual de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial realizará nesta terça-feira (27), evento on-line para discutir a Política Nacional de Atenção Integral às Pessoas com Doença Falciforme (PNAIPDF), no contexto das regiões do Brasil.

O evento é em alusão ao Dia Nacional de Mobilização Pró-Saúde da População Negra e ao Dia Nacional de Luta pelos Direitos das Pessoas com Doenças Falciformes, e será mediado pela subsecretária Estadual de Políticas Públicas para a Promoção da Igualdade Racial, Ana José Alves. Tendo como convidadas a doutora em Saúde e Desenvolvimento e Presidente da Associação de Anemia Falciforme do Estado de São Paulo (AAFESP), Berenice Kibuchi, representando a região Sudeste; Lindacy Assis, representante do Movimento Nacional de Mulheres com Doença Falciforme na Região Nordeste; a professora Antonieta Luísa Costa, do Instituto Mulheres Negras de Mato Grosso (IMUNE) e Neusa Maria da Rocha Carvalho, da Associação Gaúcha de Doença Falciforme (AGAFAL).

 

A anemia falciforme é uma das doenças hereditárias mais prevalentes no Brasil, mais comum entre a população afrodescendente. Ela se caracteriza pela alteração nos glóbulos vermelhos do sangue, o que pode provocar anemia, fadiga intensa, fortes dores, infecções e problemas neurológicos, cardiovasculares, pulmonares e renais.

Leia Também:  Temporal causa estragos nas regiões Sul e Sul-Fronteira de MS; Defesa Civil contabiliza danos

 

“Precisamos falar sobre a doença falciforme, tanto para divulgar na área de saúde, como para quebrar os preconceitos e orientar as pessoas que possuem a doença. Aqui em Mato Grosso do Sul temos 22 Comunidades Remanescentes de Quilombos e nosso papel é levar as informações até esses locais. E para refletirmos o Dia Nacional de Mobilização Pró-Saúde da População Negra, convidamos representantes de outras regiões para uma troca de experiências e boas práticas”, explica a subsecretária Ana José.

SERVIÇO

Mesa de debate: Doença Falciforme no contexto das regiões do Brasil

Data: 27 de outubro de 2020

Horário: 17h (horário de MS) 18h (horário de Brasília)

Local: Facebook @SubsRacial

Jaqueline Hahn Tente, Subsecretaria Especial de Cidadania (Secid)

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

SELVÍRIA

ACONTECEU

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA