REGIÃO

Com movimentação estimada em R$ 481 milhões, Suzano colabora para o fomento da economia local

Aproximadamente 30% das compras da empresa são feitas com empresas de Três Lagoas e região, índice que se manteve durante a pandemia

Publicados

em

A Suzano, referência global na fabricação de bioprodutos desenvolvidos a partir do cultivo de eucalipto, manteve seu compromisso com o desenvolvimento social das comunidades em que atua e fechou o ano de 2020 com a movimentação de R$ 481 milhões com a aquisição de bens e serviços na economia de Mato Grosso do Sul.

A estimativa do Programa de Fornecedores da empresa corresponde a um acréscimo de R$ 4 milhões em comparação a 2019, quando foram movimentados cerca de R$ 477 milhões em compras de micro e pequenas empresas locais, mesmo diante de um cenário de pandemia.

“A Suzano acredita no fortalecimento dessa cadeia de valor localmente. Faz parte dos nossos valores promover o desenvolvimento social nas regiões onde atua e, por isso, buscamos priorizar micro e pequenas empresas regionais, o que se manteve durante o período de pandemia do novo coronavírus. Tivemos várias frentes de atuação voltadas para a manutenção da sustentabilidade local diante da pandemia, entre elas ações que incluíram nossos fornecedores”, destaca Gustavo Salvador, coordenador de Suprimentos da Suzano.

Dentre as ações adotadas pela empresa para o fortalecimento da economia local e colaborar com a redução dos impactos gerados pela pandemia, estão: ações de antecipação de valores de pedidos de compra e a manutenção dos pagamentos de empresas terceiras.

Atualmente, cerca de 30% das aquisições de bens e serviços da Suzano são de fornecedoras locais, boa parte delas, micro e pequenas empresas. Neste ano, 70 empresas da região forneceram bens e serviços para a Unidade de Três Lagoas. Somando os dois últimos anos, foram quase R$ 1 bilhão em negócios firmados com fornecedores de Três Lagoas e região, R$ 958 milhões, o que corresponde a uma média de R$ 39,9 milhões ao mês em negócios com empresários regionais.

Leia Também:  MS tem sábado de céu encoberto com temperatura máxima de 30°C

Qualificação

Desde que iniciou suas operações em Mato Grosso do Sul, a Suzano tem sido uma das empresas-âncoras parceiras do PQF (Programa de Qualificação de Fornecedores), do IEL (Instituto Euvaldo Lodi), que visa a qualificação e certificação de micro e pequenas empresas para que possam fornecer à grandes indústrias.

“Para a Suzano é importante ter fornecedores locais preparados para atender as demandas e necessidades de grandes indústrias. Além disso, um fornecedor forte consegue gerar renda e empregos. Esses novos colaboradores têm maior chance de se qualificarem, o que gera uma mão de obra também forte. É um círculo virtuoso muito positivo para todos em que a região está cada vez mais desenvolvida e forte economicamente. E é isso que a Suzano busca. Afinal, ‘Só é bom para nós, se for bom para o mundo’, completa Salvador.

Entre os participantes do PQF, está Marco Antonio Barbosa, da Otino Empreiteira de Três Lagoas, acompanhou a evolução gerada pelo programa na empresa. “O que acontece é que precisamos evoluir sempre. E um programa como o PQF não pode ser visto como um gato, mas como um investimento feito pela empresa, que trará grande retorno em diversos setores. A Otino participa do PQF há sete anos e não temos intenção de parar. A empresa começou com 10 funcionários e hoje são 55”, completa, que faz parte do Programa de fornecedores da Suzano.

Desde que iniciado, o PQF colaborou para a qualificação de mais de 456 e certificou 279 micro e pequenas empresas da região. Em outubro deste ano, o PQF certificou mais 41 empresas da região em uma ação inédita. Por conta da pandemia, toda a auditoria foi retoma, com o apoio de 16 auditores fiscais disponibilizados pela Suzano.

Leia Também:  Vítimas de tarados, 480 mulheres de MS foram alvo de atos obscenos e importunações sexuais em 2020

Atualmente, 135 empresas certificadas pelo PQF estão na base de fornecimento da Suzano.

Sobre a Suzano

Suzano, empresa resultante da fusão entre a Suzano Papel e Celulose e a Fibria, tem o compromisso de ser referência global no uso sustentável de recursos naturais. Líder mundial na fabricação de celulose de eucalipto e uma das maiores fabricantes de papéis da América Latina, a companhia exporta para mais de 80 países e, a partir de seus produtos, está presente na vida de mais de 2 bilhões de pessoas. Com operações de dez fábricas, além da joint operation Veracel, possui capacidade instalada de 10,9 milhões de toneladas de celulose de mercado e 1,4 milhão de toneladas de papéis por ano. A Suzano tem mais de 35 mil colaboradores diretos e indiretos e investe há mais de 90 anos em soluções inovadoras a partir do plantio de eucalipto, as quais permitam a substituição de matérias-primas de origem fóssil por fontes de origem renovável. A companhia possui os mais elevados níveis de Governança Corporativa da B3, no Brasil, e da New York Stock Exchange (NYSE), nos Estados Unidos, mercados onde suas ações são negociadas.

Informações à Imprensa

Performa Comunicação

Luciana Navarro | [email protected] | 12 99760 7047

Renata Prandini | [email protected] | 67 99965 1833

Fernanda Turco | [email protected] | 12 99760 7011

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

REGIÃO

Eldorado Brasil oferece mais de 800 vagas para início imediato

Em Mato Grosso do Sul, são ofertadas novas posições para atuar nas unidades de Água Clara, Inocência e Selvíria.

Publicados

em

Ao longo de 2020, a Eldorado Brasil contratou 1.161 profissionais, a maioria destinada à sua operação em Mato Grosso do Sul, registrando crescimento em tempos de pandemia. Para 2021, começa o ano anunciando mais de 800 novas vagas, para funções operacionais e também de liderança. Nas unidades de Água Clara, Inocência e Selvíria, a oferta é de contratação imediata em funções relacionadas à silvicultura.

 

As oportunidades dividem-se nas áreas Florestal, Industrial, Transportadora, Corporativa e de Tecnologia da Informação – atrativas também para quem vive em municípios próximos, como Ribas do Rio Pardo, Paranaíba, Aparecida do Taboado e Ilha Solteira.

 

Serão contratados ajudantes e técnicos florestais; auxiliares de mensuração florestal; analistas de RH; analistas de sistemas; analistas florestais e operadores para as áreas de energia, tratores, colheita e de máquinas especiais. Também há oferta para borracheiros, mecânicos de máquinas (florestais e tratores), motoristas (caminhão pipa, tritrem e instrutores) e supervisores de transporte.

 

Todas as vagas estão descritas no site da empresa www.eldoradobrasil.com.br e o processo seletivo começa com o cadastro de currículo pelo próprio site, no campo Trabalhe Conosco. As entrevistas serão online, realizadas por chamada de vídeo com a equipe de recrutamento e seleção. Os aprovados seguem para entrevista presencial com o líder operacional – última fase antes da coleta de documentos e exame admissional.

Leia Também:  Suzano abre vagas para Analista de Manutenção Florestal e Consultor(a) de Operações Florestais em Três Lagoas (MS)

 

Benefícios: Com remuneração compatível ao mercado, a Eldorado Brasil atua focada no bem-estar dos seus colaboradores, oferecendo benefícios como: assistência médica e odontológica, convênio com empresas parceiras como Gympass, PPR – Programa de Participação de Resultados, Plano de Previdência Privada, seguro de vida, vale alimentação, vale refeição e vale transporte. As oportunidades são abertas a todos os profissionais, sem distinção de raça, cor, gênero e necessidades especiais.

 

Serviço: O candidato deve, preferencialmente, cadastrar seu currículo pelo site da empresa (www.eldoradobrasil.com.br/trabalheconosco), passando por uma triagem inicial focada no perfil da vaga. Currículos impressos poderão ser entregues nas unidades locais, de segunda à sexta-feira, das 8h às 17h – em Água Clara (rua Primeiro de Maio, nº 01), Selvíria (Av. Rotary Club, 750) e Inocência (Rua Emílio José da Costa, 1224).

Sobre a Eldorado


A Eldorado Brasil é uma produtora de celulose de eucalipto, com mais de 4 mil funcionários. Com mais de 200 mil hectares de florestas plantadas e 100 mil hectares de áreas de preservação no Mato Grosso do Sul, tem uma unidade industrial altamente tecnológica em Três Lagoas (MS) com capacidade de produção superior a 1,7 milhão de toneladas de celulose por ano.

Leia Também:  Vacina deve chegar em Mato Grosso do Sul na próxima segunda, diz Pazuello

MAIS INFORMAÇÕES:

Alberto Dias: (67) 98210-8000 | [email protected]

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

SELVÍRIA

ACONTECEU

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA