POLÍTICA

ELEIÇÕES 2022 – Datafolha: Lula dispara, chega a 48% no 1º turno

Lula abre 21 pontos sobre 2º colocado

Publicados

em

Pesquisa DataFolha presidencial de 26 de maio, para as eleições de 2022, mostra o cenário após a desistência do ex-governador de São Paulo, João Doria (PSDB).

No 1º turno, na mostra estimulada (quando se apresenta os nomes dos candidatos), Lula disparou e pode sair vitorioso nas urnas ainda no 1º turno:

Estão pré-candidatos: Lula (PT), Jair Bolsonaro (PL), Ciro Gomes (PDT), André Janones (Avante), Simone Tebet (MDB), Luciano Bivar (União Brasil), Felipe D’Ávila (Novo), Eymael (DC), Pablo Marçal (Pros), General Santos Cruz (Podemos), Leonardo Péricles (UP), Sofia Manzano (PCB) e Vera Lúcia (PSTU).

  1. @LulaOficial – 48%
  2. @jairbolsonaro – 27%
  3. @cirogomes – 7%
  4. @AndreJanonesAdv – 2%
  5. @simonetebetbr –  2%
  6. @pablomarcal – 1%
  7. Vera Lucia – 1%
  8. Branco ou nulo – 7%

A pesquisa ouviu 2.556 pessoas nos dias 25 e 26 de maio em 181 cidades brasileiras. A margem de erro é de dois pontos para mais ou para menos.

O Datafolha também pesquisou os votos válidos no primeiro turno, que são os votos excluídos os brancos e nulos. Pelo percentual, Lula venceria no primeiro turno se a disputa fosse hoje.

Leia Também:  O presidente da Câmara Municipal de Selvíria, Vereador Alexandre Cagliari, juntamente com os demais vereadores, recebeu em seu gabinete na manhã dessa terça-feira, dia 21 de junho de 2022, As representantes do SICREDI

VOTOS VÁLIDOS 

  • Lula (PT): 54%
  • Bolsonaro (PL): 30%

A pesquisa estimulada não pode ser comparada com o levantamento anterior, de 22 e 23 de março, porque adota cenários diferentes. Naquele levantamento, Lula registrou 43% das intenções de voto, enquanto Bolsonaro tinha 26%.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍTICA

CCJ da Câmara aprova piso salarial para enfermagem

Texto segue para análise da comissão especial

Publicados

em

A Comissão de Constituição de Justiça (CCJ) da Câmara dos Deputados aprovou o texto da Proposta de Emenda à Constituição 11/2022, que dá segurança jurídica ao piso salarial nacional de enfermeiros, técnicos de enfermagem, auxiliares de enfermagem e parteiras. Agora, o texto segue para a comissão especial, que deverá discutir a PEC antes de sua apreciação em plenário.

A votação, ocorrida de maneira simbólica, só não foi unânime porque o partido Novo foi divergente. Já o deputado Bilac Pinto (União Brasil-MG) afirmou que a comissão especial deve definir qual será a fonte de custeio desse piso salarial. “Nós somos a favor, mas não podemos botar essa conta somente para as prefeituras e para os hospitais”, disse.

A matéria foi proposta após senadores e deputados aprovarem o PL 2.564/2020, de autoria do senador Fabiano Contarato (PT-ES), que prevê piso mínimo inicial para enfermeiros no valor de R$ 4.750. Pela proposta, esta será a remuneração mínima a ser paga nacionalmente por serviços de saúde públicos e privados. No caso dos demais profissionais, o texto fixa 70% do piso nacional dos enfermeiros para os técnicos de enfermagem e 50% para os auxiliares de enfermagem e as parteiras.

Leia Também:  Massa de ar seco mantém tempo estável em Mato Grosso do Sul

Edição: Fábio Massalli

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

SELVÍRIA

ACONTECEU

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA