POLÍCIA

Segurança no Estado durante as festas de fim de ano terá mais de dois mil policiais nas ruas

Publicados

em

Operação Boas Festas, lançada nesta sexta-feira (27) pelo Governo do Estado e a Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública (Sejusp), por meio da Polícia Militar, vai garantir um reforço de mais de 2 mil policiais em Campo Grande e nos mais movimentados municípios de Mato Grosso do Sul durante as festas de fim de ano.

O objetivo segundo o Comandante Geral da Polícia Militar é aumentar a sensação de segurança, no momento em que o pagamento do décimo terceiro salário aumenta a circulação de dinheiro e de pessoas nas ruas. “Cabe ressaltar que nós não estamos tirando o policiamento de outras áreas, mas sim reforçando a segurança na área comercial, em virtude do aumento do fluxo de pessoas que haverá nesse ambiente, para dar aquela sensação de segurança tanto para o comerciante, como para o usuário que vai fazer compras”, explica.

O reforço no policiamento ficará a cargo dos alunos do Curso de Formação de Soldados e do Curso de Formação de Oficiais, que atuarão principalmente na modalidade à pé, nas principais áreas comerciais de Campo Grande e do interior do estado. “Esse ano Mato Grosso do Sul inovou e nós teremos reforço no policiamento não só na Capital, mas também em Dourados, Três Lagoas, Bonito e Corumbá foram contemplados, justamente para garantir segurança para a população e o comerciantes neste momento de festas natalinas”, ressaltou o secretário de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira, durante a solenidade de lançamento da Operação Boas Festas.

Leia Também:  vacinas contra a covid-19 começam a ser distribuídas

Para o presidente da Associação Comercial e Industrial de Campo Grande, Renato Paniago, o reforço no policiamento colabora com o comércio, uma vez que o consumidor tem mais tranquilidade para ir às compras. “Isso é muito importante porque nós precisamos além de ter uma segurança com a questão da pandemia, uma segurança em relação ao indivíduo, que nesta época está carregando mais dinheiro, para que possa ir até o comércio, fazer suas compras e voltar para casa com tranquilidade”, enfatizou.

Desde o lançamento da Operação Boas Festas, os policiais que reforçam a segurança no comércio já estão nas ruas, com foco na prevenção delitos e redução dos índices criminais, aumento da segurança e bem-estar da população. A ação segue até o dia 4 de janeiro de 2021 e, na semana do natal, haverá em Campo Grande um incremento de mais de 230 policiais, totalizando um incremento de 1.230 homens e mulheres no efetivo policial.
Em Campo Grande, entre os locais contemplados com o reforço no policiamento estão as ruas e avenidas onde há shoppings e centros comerciais, entre elas as Avenidas Afonso Pena, Ernesto Giesel, Consul Assaf Trad, Rua 14 de Julho, Euclides da Cunha, Avenida Mato Grosso, Júlio de Castilho, Manoel da Costa Lima, Raquel de Queiroz, Marquês de Pombal, Bom Pastor, entre outras.

Leia Também:  SED divulga segunda lista de designação neste domingo; matrícula começa na segunda

“Na fronteira nós estamos reforçando a segurança também já que é um grande destino de compras, sobretudo em Ponta Porã, onde o comércio na gêmea Pedro Juan Cabalero é bastante ativo, portanto nós queremos neste momento robustecer o policiamento em todo o estado de Mato Grosso do Sul, com mais de 2 mil homens, empregaremos todo o nosso efetivo, inclusive administrativo para garantir que tenhamos um bom e abençoado final de ano”, finalizou o secretário de Segurança.

Joelma Belchior, Sejusp
Foto: Saul Schramm

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

POLÍCIA

Vítimas de tarados, 480 mulheres de MS foram alvo de atos obscenos e importunações sexuais em 2020

Nos últimos dias, vários casos foram denunciados à Polícia Civil

Publicados

em

Foto: Leonardo de França | Midiamax

Dados da Sejusp (Secretaria Estadual de Justiça e Segurança) apontam que em 2020, 480 mulheres registraram ocorrências de assédio nas ruas de . Elas foram vítimas de crimes como importunação sexual e ato obsceno. Só nos primeiros 10 dias de 2021, já são 14 ocorrências do tipo, mostrando o risco ao qual as vítimas estão frequentemente expostas.

A diferença entre os dois crimes é que no ato obsceno, há uma exibição por parte do autor, que constrange a vítima. Já na importunação sexual, há algum tipo de contato entre autor e vítima, porém, sem ameaça grave ou violência. No entanto, se houver ameaça grave ou violência, o crime passa a ser tratado como estupro.

Conforme balanço feito pela Sejusp, no ano passado foram 102 ocorrências de ato obsceno e 378 de importunação sexual, dentre os quais 30 casos de ato obsceno e 129 de importunação sexual ocorreram somente em Campo Grande. Em todo o estado, já em 2021, são 2 de ato obsceno e 12 de importunação.

Leia Também:  MS tem sábado de céu encoberto com temperatura máxima de 30°C

Casos recentes

Na manhã da última terça-feira (12), uma mulher de 38 anos que voltava de uma caminhada no Parque Lageado, na Capital, foi abordada por um homem em um Gol que se aproximou e se masturbou olhando para ela. A ação foi filmada e o caso encaminhado à  (Delegacia de Atendimento à Mulher), onde foi instaurado inquérito.

Na tarde da quarta-feira (13), uma jovem de 24 anos foi perseguida por um homem que se masturbava em um ponto de ônibus na Rua José Carlos Silva de Almeida. Ela também registrou o ocorrido nas redes sociais e recebeu apoio da blogueira Mayra Cardi. Como no primeiro caso, esta ocorrência é tratada como ato obsceno.

Já na quinta-feira (14), em Aparecida do Taboado, a 457 quilômetros de Campo Grande, um homem foi preso pela Polícia Militar por se masturbar dentro de um hotel, enquanto encarava a funcionária do estabelecimento. Neste caso, o indivíduo foi levado à Delegacia  e autuado em flagrante por importunação sexual.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

SELVÍRIA

ACONTECEU

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA