MATO GROSSO DO SUL

Pandemia ainda não acabou: MS registra mais de mil casos em apenas um dia

Publicados

em

Apesar do otimismo ocasionado pelo início da vacinação no Estado, a pandemia ainda não está próxima de acabar. Os números apontam para um aumento expressivo tanto no número de casos confirmados, como para os registros de mortes pela doença.

Durante a live desta quarta-feira, o governador Reinaldo Azambuja falou sobre a logística de entrega em 24 horas e sobre a manutenção dos cuidados com a biossegurança. Foi uma integração de resultados”, salientou referindo-se ao trabalho de entrega de vacinas desenvolvido pela Sejusp (Secretaria de Estado de Justiça e Segurança Pública) e pela SES (Secretaria de Estado de Saúde).

“É muito importante mantermos vigilantes A pandemia não passou, vidas estão sendo perdidas todos dias. Já somam 2.723 pessoas que perderam a vida, somos solidários às famílias que perderam entes queridos’, reforçou Reinaldo Azambuja.

Dados do Boletim

De acordo com o boletim epidemiológico desta quarta-feira (20) em apenas 24 horas mais de mil casos foram confirmados para a Covid-19. Com isso, o Estado passa a ter 153.067 sul-mato-grossenses que foram infectados pelo vírus.

Leia Também:  Com obras em vias urbanas, governo ajuda prefeituras a fazer entregas à população

Os números da SES (Secretaria de Estado de Saúde), de hoje, revelam que 18 pessoas vieram a óbito em um dia, com isso, 2.723 mortes por coronavírus foram registradas do início da pandemia até agora.

Em tratamento, 12.823 pessoas estão em isolamento social, enquanto que 540 estão hospitalizadas, sendo que 292 estão em leitos clínicos (194 na rede pública e 98 na rede privada) e 248 em leitos de UTI, com 180 pelo SUS e 68 nos hospitais privados do Estado.

O comprometimento de leitos no Estado segue preocupando, com 85% de ocupação dos leitos UTI/SUS na macrorregião de Campo Grande; de 80% em Dourados; 75% em Corumbá e 63% em Três Lagoas.

Acesse o detalhamento do boletim aqui.

Ana Brito, Subcom

Foto: Divulgação

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO DO SUL

PMA realiza campanha educativa sobre atropelamentos de animais silvestres na BR-262

Publicados

em

A Polícia Militar Ambiental (PMA) tem resgatado diversos animais atropelados em diversas rodovias do Estado. Apesar do trabalho de intervenção e estudos para minimização dos atropelamentos realizados pelo Departamento Nacional de Infraestrutura e Transportes (DNIT), com a Universidade Federal do Paraná (UFPR), de Curitiba (PR), uma das rodovias com maior índice de acidentes é a BR-262, especialmente nos trechos em que a rodovia corta o Pantanal.

A PMA acredita que a principal forma de redução dos atropelamentos ainda é a sensibilização dos motoristas. Com certeza, mantendo a velocidade da via, bem como tendo mais atenção aos animais que surgem às margens da rodovia, os motoristas são capazes de minimizar os números, até porque, o prejuízo muitas vezes, também é do patrimônio e da vida dos próprios usuários nos acidentes.

E para conscientizar os usuários da rodovia policiais militares de Corumbá e do Destacamento de Polícia Militar Ambiental do Buraco das Piranhas realizaram trabalho educativo na BR-262, em frente ao Posto da PMA, com distribuição de panfletos sobre os problemas relativos aos atropelamentos de animais silvestres, comuns na rodovia, visando sensibilizar os condutores de veículos que trafegam pela BR, no intuito de evitar o atropelamento de animais silvestres.

Leia Também:  Restante da semana terá aumento de nebulosidade e mudanças no tempo

Só pela manhã, foram abordados 40 veículos e orientados 95 usuários. Os policiais também ouviam e anotavam sugestões dos motoristas sobre o assunto.

Assessoria de Comunicação da Polícia Militar Ambiental (PMA)

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

SELVÍRIA

ACONTECEU

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA