MATO GROSSO DO SUL

Oito décadas e meia separam duas gerações, mas entusiasmo é o mesmo ao conhecer Bioparque Pantanal

Publicados

em

Idoso de 92 anos e criança de 7 conheceram o complexo e se encantaram com a natureza e estrutura do espaço

O brilho nos olhos de quem entra no Bioparque Pantanal pela primeira vez é notável a cada visita, mas duas delas chamaram a atenção na primeira semana do local aberto ao público, o encontro de duas gerações. Ana Rúbia, de 7 anos e Arnaldo Silva, de 92, foram os protagonistas. Na semana de abertura, que recebeu mais de 3 mil visitantes, da infância a melhor idade, todos puderam apreciar o melhor deste complexo.

“Será muito bem aproveitada pelo Estado, pelo Brasil e pelo mundo”.

Apesar da vasta experiência de vida de seu Arnaldo, ele conta que ficou fascinado pelo complexo assim que colocou os pés no lugar. “Tive uma impressão boa, gostei bastante. Gostei da estrutura do prédio e da construção, parabéns para o idealizador da obra que acertou na ideia, ele foi muito feliz em trazer uma obra desse nível para nossa cidade. Será muito bem aproveitada pelo Estado, pelo Brasil e pelo mundo”, disse.

Marcelly da Silva Santos, de 45 anos foi quem agendou a visita para o avô, após muita insistência. No dia, ele chegou acompanhado da filha e do neto que também conheceram o Bioparque. “Ele me disse que queria muito ver a obra antes de partir dessa vida”, falou emocionada.

Leia Também:  Lula vai casar! Tudo o que já sabemos sobre a cerimônia do ex-presidente
Ana Rúbia, de 7 anos

A empolgação em conhecer o maior aquário de água doce do mundo também foi notável na pequena Ana Rúbia, de 7 anos. Ela disse que estava na expectativa e quase não dormiu direito um dia antes da visita. Acompanhada da família ela ficou concentrada na explicação do guia e se encantou com cada espécie apresentada.
“Eu estava bem ansiosa para vir aqui, quase não dormi para conhecer os peixes e jacarés”, disse a pequena que quando chegou no circuito das águas, onde ficam os diversos tanques com peixes, ficou inquieta e se encantava com a diversidade de animais das mais variadas espécies.

Nos últimos dias mais de mil pessoas, entre estudantes e público em geral visitaram o Bioparque Pantanal mediante agendamento pelo site. Cada uma delas tiveram a oportunidade de conhecer as 220 espécies de animais, entre eles raias, jacarés, peixes e sucuris. Passaram também pelos tanques que representam cinco continentes, América, Europa, África, Ásia e Oceania e finalizaram o passeio no tanque Baía, representação de parte do Pantanal.

Leia Também:  Após criticar Lei Rouanet, vazam valores milionários que Zé Neto & Cristiano ganharam

Para o mês de maio, as vagas para visitas se esgotaram nas primeiras horas, mas de acordo com a direção, na segunda quinzena deste mês o site abre cadastro para novas inscrições para junho.

Visitantes se impressionam com animais que nunca puderam verao vivo e a cores (Foto:Bruno Rezende)

Informações podem ser obtidas pelo e-mail: [email protected] ou pelo whatsapp: (67) 99217-8189.

Rosana Lemes, Subcom
Fotos: Divulgação e aqrquivo Subcom

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO DO SUL

7ª edição da campanha ‘Aqueça uma vida’ arrecada doações até o dia 24 de maio

Publicados

em

A 7ª edição da Campanha do Agasalho dos Servidores Públicos do Poder Executivo de Mato Grosso do Sul “Aqueça Uma Vida”, lançada no dia 19 de abril, recebe doações até o dia 24 de maio. Foram colocadas caixas em todas as secretarias, autarquias e fundações para que os servidores depositem suas peças de agasalho para ajudar famílias carentes.

Organizada pela Secretaria de Estado de Administração e Desburocratização (SAD), a campanha pretende arrecadar cobertores, agasalhos, luvas, cachecóis, camisas, meias, sapatos e outros itens de inverno novos ou em bom estado de conservação. Apesar de ser uma campanha dos servidores públicos do Estado toda sociedade pode participar.

Em seis edições da ação solidária, mais 189.747 peças de roupas, sapatos, agasalhos e itens de inverno foram doadas pelos servidores públicos e entregues a famílias em situação de vulnerabilidade social, através de 300 instituições.

Para formalizar o pedido das peças, as instituições filantrópicas precisam enviar ofício para a Secretaria de Administração e Desburocratização (SAD) no e-mail: [email protected]

Leia Também:  Municípios do interior celebram aniversário de emancipação nesta quinta-feira

Raquel Passos, SAD
Foto: Chico Ribeiro

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

SELVÍRIA

ACONTECEU

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA