MATO GROSSO DO SUL

MS tem 56 mortos, recorde de novos casos e 5.784 doentes com coronavírus

Boletim apresentou 8 óbitos e 393 novos casos em 24h

Publicados

em

O boletim epidemiológico do novo coronavírus desta terça-feira (23) apresentou dois recordes nas estatísticas da Covid-19 em MS: são 393 novos diagnósticos da doença, além de registro de 8 mortes nas últimas 24h, segundo pontuou a SES (Secretaria de Estado de Saúde). Com isso, o total de confirmações em MS chega a 5.784 – incremento das estatísticas de positivos em 7,3%, caracterizando uma curva ainda exponencial.

Após a divulgação do boletim, foi confirmada mais uma morte: a 56ª vítima é um idoso de 70 anos que morava em Ponta Porã. O paciente sofria de diabetes de de insuficiência renal crônica. Ele estava internado desde o dia 11 de junho, no Hospital Regional de Ponta Porã, e vindo a falecer nesta terça-feira.

A atualização apresentou um total de 33.123 notificações, das quais 24.301 foram descartadas. Até o momento, 1.292 amostras estão e análise no Lacen-MS (Laboratório Central) e outras 1.746 ainda aguardam encerramento nos municípios.

“[Esses números são] fruto da não contribuição da população de Mato Grosso do Sul. Esses 393 casos positivos são pessoas que vieram a ser contaminados por Covid-19 porque ignoram as recomendações”, disse o titular da SES, Geraldo Resende, durante a live. Ele voltou a mencionar casos de aglomerações em bares e festas residenciais que ocorrem contra as recomendações sanitárias.

Distribuição dos novos casos

Os 393 novos casos estão divididos em 34 cidades de MS, sendo Dourados a líder, com 135 novos pacientes. Campo Grande vem em seguida, com 126 confirmações, contra 19 de Corumbá, 13 de São Gabriel do Oeste, 11 de Costa Rica, 10 de Ponta Porã, 8 de Vicentina e 7 de Chapadão do Sul.

Leia Também:  Prosseguir: Governo divulga regras de limite de ocupação nos estabelecimentos comerciais

Com novos 6 registros, casa, estão Cassilândia e Naviraí. Com 4, cada, estão Rio Brilhante, Mundo Novo, Amambai, Ivinhema, Jateí, Três Lagoas e Paranaíba. Nova Alvorada do Sul tem 3 novos casos.

Com 2 registros, cada, estão Itaporã, Ladário, Fátima do Sul, Novo Horizonte do Sul, Douradina e Sonora. Por fim, Brasilândia, Corguinho, Deodápolis, Glória de Dourados, Iguatemi, Bataguassu, Guia Lopes da Laguna, Ribas do Rio Pardo, Selvíria e Terenos trazem um registro, cada. A retificação é em Juti, que teve um caso retirado da estatística.

Óbitos registrados

O boletim apresentou a confirmação de 55 óbitos em decorrência de Covid-19, 8 deles registrados nas últimas 24h. É o maior registro diário de óbitos desde o início da pandemia. Com isso, junho já soma 34 registros, contra 11 ocorridos no mês de maio.

Situação de confirmados e internações

Dos 5.784 casos de Covid-19 em MS, 2.893 já estão recuperados e 2.836 são casos ativos. Destes, 2.,678 estão em isolamento domiciliar e 158 internados, além de 3 pacientes de outros estados que não integram as estatísticas locais.

Leia Também:  Rebeca Andrade conquista ouro para o Brasil na ginástica artística

As internações estão divididas entre 85 pacientes em leitos clínicos (53 SUS e 30 particulares, mais 2 em outros estados e que contam para MS) e 76 em UTI (48 SUS e 29 privados).

A tava de ocupação dos leitos clínicos SUS – que agrega tanto casos confirmados como os suspeitos – já é de 17% (111 internações). Em relação às UTI, a ocupação já é de 31% do total, com 62 leitos ocupados. As taxas de ocupações globais (com casos suspeitos, confirmados e demais enfermidades) nas 4 macrorregiões está dividida da seguinte forma: Campo Grande (71%), Dourados (54%), Três Lagoas (35%) e Corumbá (20%). Confira os detalhes na galeria.

Avanço da Covid-19 em MS

O novo coronavírus já está em 63 dos 79 municípios de MS, o que corresponde a 80% do território estadual. Dourados, Campo Grande, Guia Lopes da Laguna, Três Lagoas e Corumbá são os municípios com maior número de registros absolutos da doença.

Já no taxa de incidência, que recalcula os casos para cada 100 mil habitantes, Guia Lopes da Laguna está à frente, seguida por Douradina, Fátima do Sul, Vicentina e Dourados. Confira os detalhamentos nas imagens abaixo.

Clique AQUI e veja o boletim epidemiológico na íntegra.

Matéria editada às 13h21 para acréscimo de óbito confirmado pela SES.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

MATO GROSSO DO SUL

Na volta às aulas, Reinaldo Azambuja destaca investimento de R$ 289 milhões em reformas de escolas

Publicados

em

Mais de 200 mil alunos da Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul voltaram às aulas presenciais nesta segunda-feira (2) depois de 16 meses de ensino remoto, por causa da pandemia de Covid-19. Ao voltar às atividades de forma alternada e seguindo protocolos de biossegurança, a maioria dos estudantes encontrou escolas reformadas e equipadas.

Felipe de Souza: feliz com a volta às aulas presenciais

Um dos prédios novos entregues pelo Governo do Estado é o da Escola Estadual Vespasiano Martins, de Campo Grande, que atende 232 estudantes e foi revitalizado com R$ 2,9 milhões. “Muito bom poder voltar e encontrar tudo novo. A expectativa agora é grande, rever os amigos e estudar presencial. Será bem legal esse segundo semestre”, disse o jovem Felipe de Souza, do 2º ano do ensino médio.

Ao recepcionar os alunos da unidade na acolhida de volta às aulas, o governador Reinaldo Azambuja detalhou os investimentos que têm sido feitos na Rede Estadual de Ensino de Mato Grosso do Sul, que vão das reformas em prédios à valorização dos servidores da Educação, entre professores e administrativos.

Essa escola passou por reforma completa. Reconstrução, melhorias e laboratórios que estão sendo feitos em praticamente todas as 347 escolas da Rede Estadual. Estamos com mais de R$ 289 milhões em investimentos. Só neste momento, mais de 132 escolas passam por reformas como essa do Vespasiano Martins. Isso faz parte do conjunto e do trabalho que estamos realizando no setor educacional”, afirmou.

Leia Também:  Olimpíada: Brasil bate EUA e se recupera no vôlei masculino
Governador Reinaldo Azambuja destaca investimentos do governo na reforma de escolas e valorização de professores e administrativos da educação

Segundo o governador, a reestruturação da Rede contempla ainda a mudança no sistema de ensino. “Vamos entregar até 2022 praticamente 60% das 347 em escolas em tempo integral. Entendo que investimento em Educação é um conjunto, que vai da valorização dos profissionais da Educação aos alunos”, pontuou.

“Agora em outubro, enviaremos projeto de lei à Assembleia Legislativa para valorização dos administrativos, vou publicar também um novo concurso para professores e continuar fazendo a reestruturação da Rede, com laboratórios de tecnologia, salas de ciência e reformas de prédios”, completou.

Reinaldo Azambuja recepcionado pelos alunos da escola cívico-militar prof. Tito

Também nesta segunda-feira, o governador Reinaldo Azambuja inaugurou a construção do prédio da Escola Cívico-Militar Prof. Alberto Elpídio Ferreira Dias (Professor Tito). O prédio era uma obra inacabada que entrou no Programa das Escolas Cívico-Militares (Pecim), do Governo Federal, em parceria com o Corpo de Bombeiros Militar, e vai atender 404 alunos.

Leia Também:  Porteiros da IF-Serviços e Transportes participam de capacitação para prestação de serviços a Administração Municipal de Selvíria

A unidade foi construída com R$ 4,4 milhões e possui 14 salas de aula e quadra de esportes coberta com arquibancada, totalizando 3,6 mil m² de área construída. A unidade ainda tem biblioteca, cantinho da leitura, sala de informática, cantina, despensa, área de descanso, espaço de múltiplo uso e um palco, além de toda estrutura administrativa e banheiros, todos com acessibilidade.

Acompanharam o governador no acolhimento de volta às aulas a secretária estadual de Educação, Maria Cecília Amendola da Motta, e o adjunto da pasta, Édio Rezende; o secretário estadual de Justiça e Segurança Pública, Antonio Carlos Videira; o secretário estadual de Relações Institucionais e Assuntos Estratégicos de Mato Grosso do Sul em Brasília, Pedro Chaves; o diretor-presidente da Fundação de Desporto e Lazer de Mato Grosso do Sul (Fundesporte), Marcelo Miranda; e os comandantes do Corpo de Bombeiros, coronel Hugo Djan, e da Polícia Militar, coronel Marcos Paulo Gimenez.

Bruno Chaves, Subcom

Fotos: Chico Ribeiro

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

SELVÍRIA

ACONTECEU

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA