GERAL

União e Estado mantém ponto facultativo de carnaval e só atividades essenciais vão funcionar

Publicados

em

Assim como o Governo Federal, o Governo Estadual manteve o ponto facultativo de carnaval, previsto no decreto “E” n° 150, para os dias 15, 16 e 17 fevereiro até as 13 horas em Mato Grosso do Sul.

Carnaval não é considerado feriado nacional, sendo assim cada esfera de governo é responsável por decretar os pontos facultativos referentes aos órgãos que integram a administração pública. A decisão não impede o funcionamento das empresas privadas, que podem optar ou não por liberar seus funcionários.

No âmbito federal, serviços presenciais da Receita Federal, Superintendência Regional do Trabalho, Superintendência Regional da Agricultura e INSS no Estado estarão sem atendimento ao público até a manhã de quarta-feira de cinzas, em conformidade à Portaria n° 430 do Ministério da Economia.

A Federação Brasileira de Bancos (Febraban) informou que manteve o calendário de feriados bancários e não haverá atendimento ao publico nas agências na segunda (15) e terça-feira (16). Na quarta-feira de cinzas (17) o início do expediente será a partir das 12h, com encerramento em horário normal de fechamento das agências. Em locais em que as agências fecham antes das 15h, o início do atendimento ao público será antecipado para garantir o mínimo de 3 horas de funcionamento.

Com a manutenção do ponto facultativo de carnaval para servidores do poder executivo estadual, apenas os serviços considerados essenciais serão mantidos em regime de escala de serviço ou plantão, como nas áreas de saúde e segurança pública. Confira os horários programados para volta do atendimento ao público em algumas instituições.

Leia Também:  Temporada de pesca começa com cota de 2020 valendo: um exemplar e cinco piranhas

HEMOSUL

O Hemosul Coordenador em Campo Grande abrirá na segunda-feira normalmente, das 7 horas às 17 horas, e fecha na terça-feira. Na quarta-feira as 13 horas, reabrem o Hemosul de Campo Grande e Dourados. As demais unidades na quinta-feira.

DISK COVID – 0800 647 0911

O serviço Disk Covid, que atende pelo 0800 647 0911, e o Drive-Thru para realização dos testes da Covid-19, estarão funcionando normalmente neste período de carnaval.

FÁCIL

Nas quatro unidades do Fácil na Capital: Fácil Guaicurus, Fácil General Osório, Fácil Aero Rancho e Fácil Bosque dos Ipês, não haverá expediente no período de recesso. Os atendimentos serão retomados na quarta-feira (17) às 12 horas.

DETRAN

As agências do Departamento Estadual de Transito (Detran) da capital e do interior do Estado permanecerão fechadas na segunda, terça e quarta-feira pela manhã, retomando atendimento ao público às 13 horas.

FUNTRAB

A Fundação do Trabalho (Funtrab) acompanha o recesso estipulado em decreto. O atendimento presencial para seguro desemprego retorna na quarta-feira as 13 horas, e para as vagas de emprego na quinta-feira no período matutino. Vale lembrar que o aplicativo MS Contrata + está disponível para IOS e Android e reúne os serviços ofertados na fundação.

AGENFA

As Agências Fazendárias de Campo Grande e do interior do Estado estarão fechadas. O atendimento volta ao normal na quarta-feira (17) após as 13 horas. A emissão de guias pode ser feita no site da Secretaria de Fazenda (Sefaz).

Leia Também:  Polícia Ambiental disponibiliza Cartilha do Pescador 2021 com todas regras de pesca

JUCEMS

No decorrer do ponto facultativo a Jucems não abrirá, e o atendimento ao público será retomado na quarta-feira (17) as 13 horas. Porém, a Junta Digital possibilita a realização de diversos serviços através da internet.

TECNOLOGIA

 

Além da retomada do atendimento presencial a partir das 13 horas da quarta-feira de cinzas, o processo de modernização do serviço público permite que a população acesse diversos serviços públicos através da internet.

O aplicativo MS Digital, desenvolvido exclusivamente para reunir os serviços públicos digitais ofertados por órgãos da administração direta, fundações e autarquias do poder executivo estadual, centraliza mais de 80 serviços em 16 áreas de atuação.

A ferramenta que simplifica a vida do cidadão no dia a dia, está disponível nas plataformas IOS e Android, e ocupa apenas 64 MB de armazenamento nos aparelhos de celular.

COVID-19

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) reforça a importância de servidores públicos e população de modo geral, manter as medidas de prevenção ao contágio da Covid-19 durante esse período. Mesmo com o início da campanha de imunização, o uso de máscaras, higiene das mãos, uso de álcool e a redução da mobilidade social, continuam sendo medidas indispensáveis para conter a disseminação do vírus.

Mireli Obando, Subcom

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

Amazonia 1 chega à orbita com sucesso e inicia transmissão de dados

Programa permitirá teste de nova plataforma multimissão brasileira

Publicados

em

Em apenas 17 minutos após o lançamento, ocorrido à 1h54 (horário de Brasília), o satélite Amazonia 1 alcançou o destino a 752 quilômetros de altitude da superfície da Terra. O lançamento ocorreu a partir do Centro Espacial Satish Dhawan, na cidade de Sriharikota, na província de Andhra Pradesh, na Índia, e marcou dois avanços tecnológicos do país: o domínio completo do ciclo de desenvolvimento de um satélite – conhecimento dominado por apenas vinte países no mundo – e a validação de voo da Plataforma Multimissão (PMM), que funciona como um sistema adaptável modular que pode ser configurado de diversas maneiras para cumprir diferentes objetivos. A afirmação foi feita por Mônica Rocha, diretora substituta do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe).

O lançamento do satélite – fruto de uma parceria entre o programa espacial brasileiro e a Índia – foi comemorado na madrugada de hoje (28) por técnicos, engenheiros e demais membros da equipe de desenvolvimento tecnológico do equipamento. O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Marcos Pontes, acompanhou diretamente do centro de controle da missão na Índia, e fez questão de reafirmar a parceria entre os dois países. “Este momento representa o ápice desse esforço [de desenvolvimento do projeto], feito por tantas pessoas. Esse satélite tem uma missão muito importante para o Brasil. Essa parceria [entre Brasil e Índia] vai crescer muito. Portanto, muito obrigado pelo lindo lançamento, lindo foguete e por todo o esforço. As bandeiras [da índia e do Brasil] representam exatamente o que estamos fazendo aqui hoje: uma relação cada vez mais forte”, discursou o ministro para a equipe indiana após o anúncio do sucesso da missão.

“Estou extremamente satisfeito em declarar o sucesso do lançamento preciso do Amazonia 1 hoje. Nesta missão, a Índia e a ISRO [agência espacial indiana] estão extremamente honradas e felizes em lançar o primeiro satélite operado pelo Brasil. Minhas sinceras congratulações ao time brasileiro por essa conquista. O satélite está em órbita, os painéis solares se abriram e está tudo funcionando muito bem”, afirmou o presidente da ISRO, K. Sivan ao final da operação.

Leia Também:  Prefeito José Fernando recebeu em seu gabinete ontem(02/03), mais um empresário com intenção de instalar sua empresa em Selviria.

TV Brasil acompanhou todas as etapas do lançamento em um programa especial com entrevistas, comentários e curiosidades sobre o Amazonia 1 e a nova etapa do programa espacial brasileiro.

O Amazonia 1 foi desenvolvido pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) em parceria com a Agência Espacial Brasileira (AEB) – órgãos ligados ao Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovações.

Veja o lançamento na íntegra:

O Amazonia 1 foi colocado em órbita pela missão PSLV-C51, da agência espacial indiana Indian Space Research Organisation (ISRO). Com seis quilômetros de fios e 14 mil conexões elétricas, o satélite tem por objetivo fornecer dados de sensoriamento remoto para observar e monitorar o desmatamento, especialmente na região amazônica, além de monitorar a agricultura no país.

Internautas e telespectadores puderam participar com perguntas e comentários usando a hashtag #BrasilNoEspaço.

Em entrevista exclusiva à Rádio Nacional, o presidente da Agência Espacial Brasileira, Carlos Moura, que acompanha a comitiva na Índia, disse que o momento é de expectativa e também de projeção do Brasil.

» Leia a entrevista na íntegra

Missão Amazonia e Plataforma Multimissão

A Missão Amazonia pretende lançar, em data a ser definida, mais dois satélites de sensoriamento remoto: o Amazonia 1B e o Amazonia 2. “Os satélites da série Amazonia serão formados por dois módulos independentes: um módulo de serviço – que é a Plataforma Multimissão (PMM) – e um módulo de carga útil, que abriga câmeras e equipamentos de gravação e transmissão de dados de imagens”, detalha o Inpe.

Leia Também:  Polícia Ambiental disponibiliza Cartilha do Pescador 2021 com todas regras de pesca

Além de ajudar no monitoramento do meio ambiente, a missão ajudará na validação da Plataforma Multimissão como base modular para diversos tipos de satélites. Essa plataforma representa, segundo o Inpe, “um conceito moderno de arquitetura de satélites, que tem o propósito de reunir em uma única plataforma todos os equipamentos que desempenham funções necessárias à sobrevivência de um satélite, independentemente do tipo de órbita.”

Entre as funções executadas pela plataforma estão as de geração de energia, controle térmico, gerenciamento de dados e telecomunicação de serviço – o que possibilitará a adaptação a diferentes cargas úteis, além de reduzir custos e prazos no desenvolvimento de novas missões.

“Essa competência global em engenharia de sistemas e em gerenciamento de projetos coloca o país em um novo patamar científico e tecnológico para missões espaciais. A partir do lançamento do satélite Amazonia 1 e da validação em voo da PMM, o Brasil terá dominado o ciclo de vida de fabricação de sistemas espaciais para satélites estabilizados em três eixos”, informa o Inpe.

Entre os ganhos tecnológicos que a missão deverá render ao país, o Inpe destaca, além da validação da PMM, a consolidação do conhecimento do país no ciclo completo de desenvolvimento de satélites; o desenvolvimento da indústria nacional dos mecanismos de abertura de painéis solares, o desenvolvimento da propulsão do subsistema de controle de atitude e órbita na indústria nacional e a consolidação de conhecimentos na campanha de lançamento de satélites de maior complexidade.

» Leia mais sobre o Amazonia 1

*Matéria atualizada às 4h50 para acréscimo de informações.

Edição: Pedro Ivo de Oliveira

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

SELVÍRIA

ACONTECEU

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA