GERAL

Operação Pátio Zero: Detran-MS realiza dois leilões com mais de 800 veículos

Publicados

em

A Operação Pátio Zero do Detran-MS (Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso do Sul), abre dois leilões nesta semana: um para circulação e um para veículos de desmontagem. São mais de 800 veículos disponíveis para arremate, sendo 674 motocicletas e 170 automóveis.

O leilão de circulação inicia nesta terça-feira (17) com 471 lotes disponíveis, no total, 350 motocicletas e 121 automóveis. A visitação acontece nos dias 26, 27 e 30 de novembro, no pátio localizado na Av. Gury Marques, 7155, em Campo Grande.

Já o leilão de sucata aproveitável foi aberto na última segunda-feira (16) e conta com 114 lotes de veículos, sendo 324 motocicletas e 49 automóveis. Os veículos deste leilão foram apreendidos em Dourados e recolhidos no pátio do leiloeiro credenciado no município.

A visitação acontece de 23 a 27 de novembro, no pátio localizado na Rua Maria Rosa de Souza, 475, em Dourados.
Ambos os leilões estarão abertos até o dia 01 de dezembro e tem o mesmo horário de visitação, sendo de segunda a sexta-feira, das 8h30 às 11h00 e das 13h30 às 16h30.

Leia Também:  Eldorado abre 500 novas oportunidades em Água Clara, Selvíria e Inocência

Conforme o coordenador de leilão do Detran-MS, Túlio Brandão, a diferença entre os leilões é que o de circulação é aberto para todos os públicos e o de sucata aproveitável, somente para pessoas jurídicas. “O de sucata aproveitável somente pessoas jurídicas devidamente cadastradas em qualquer Detran do Território Nacional”, finaliza.

O leilão de veículos de circulação é realizado no site www.canaldeleiloes.com.br e o leilão de sucata aproveitável no site www.casadeleiloes.com.br.

Viviane Freitas, Detran

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

Após decisão do MEC, UFMS confirma retorno das aulas presenciais em março de 2021

Instituição informa que ano letivo de 2020 será concluído dia 15 de dezembro

Publicados

em

Com decisão do MEC, UFMS deve retornar com aulas presenciais em março de 2021. (Foto: Divulgação)

 (Universidade Federal de ) informou que irá retomar as aulas presenciais a partir de 15 de março de 2021. A decisão ocorre após o  (Ministério da Educação) publicar portaria determinando o retorno dos alunos às instituições federais a partir de 4 de janeiro.

Em nota, a  informou que, desde o início da , as atividades acadêmicas estão sendo realizadas de forma remota e que é uma das únicas do país a finalizar o ano letivo de 2020 em 15 de dezembro.

Ainda conforme a instituição, o plano de Biossegurança elaborado pela própria  está de acordo com as exigências do , Governo do Estado e prefeituras.

Após decisão do MEC, UFMS confirma retorno das aulas presenciais em março de 2021

Instituição informa que ano letivo de 2020 será concluído dia 15 de dezembro

 (Universidade Federal de ) informou que irá retomar as aulas presenciais a partir de 15 de março de 2021. A decisão ocorre após o  (Ministério da Educação) publicar portaria determinando o retorno dos alunos às instituições federais a partir de 4 de janeiro.

Leia Também:  Na segunda onda, MS volta a ter cidades no grau de risco extremo da Covid

Em nota, a  informou que, desde o início da , as atividades acadêmicas estão sendo realizadas de forma remota e que é uma das únicas do país a finalizar o ano letivo de 2020 em 15 de dezembro.

Ainda conforme a instituição, o plano de Biossegurança elaborado pela própria  está de acordo com as exigências do , Governo do Estado e prefeituras.

Aulas presenciais

Apesar da determinação do , estados ou cidades podem suspender as atividades presenciais, conforme as medidas restritivas em vigor em cada região. Atualmente, tanto governo de MS quanto a prefeitura de Campo Grande já decidiram que haverá retorno gradual dos alunos nas instituições públicas de ensino.

No texto, o  prevê o uso de recursos digitais apenas em ‘caráter excepcional’,  que deverão ser utilizados de forma complementar.

Leia Também:  POLÍCIA CIVIL DE SELVÍRIA PRENDE CASAL QUE ESTUPRAVA OS PRÓPRIOS FILHOS.

Ainda segundo o , é responsabilidade das instituições fornecer meios para os alunos acompanharem as atividades.

A portaria desta quarta-feira se refere apenas às instituições federais de ensino. As redes públicas estaduais e municipais ainda seguem sem definição sobre o tema.

 

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

SELVÍRIA

ACONTECEU

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA