GERAL

Calor excessivo faz aumentar consumo de energia e requer cuidados para economizar

Publicados

em

Mato Grosso do Sul teve aumento de 25% na demanda por energia elétrica no mês de setembro, segundo registro da concessionária Energisa MS, que atende a maior parte do Estado. Houve um recorde de consumo diário em 2 de outubro. Consumidores estão recebendo mensagens de alerta para o uso de forma consciente e de como economizar.

A Agência Estadual de Regulação de Serviços Públicos (Agepan) reforça a importância de cuidados na utilização da energia. O calor excessivo, a falta de chuva e o uso intenso de aparelhos eletrônicos e eletrodomésticos influenciam em uma conta de luz mais salgada.

Para que as pessoas se mantenham confortáveis nos dias de muito calor, o gasto de energia elétrica aumenta. Ar condicionado ligado por longos períodos, ventilador trabalhando sem parar, freezer e refrigerador em modo super frio impactam no consumo e, consequentemente, no valor da fatura.

Com alguns cuidados no dia a dia é possível economizar um pouco mais na conta de luz.

Uma dica que vale para todos os aparelhos: cuide para que a manutenção esteja em dia. Equipamentos antigos ou com funcionamento prejudicado por algum defeito possuem o seu rendimento reduzido. Dessa forma, consumirão mais energia para realizar a mesma tarefa. Realize manutenções periódicas ou substitua-os por novos (nesse último caso, sempre optar pelos aparelhos que tenham o selo do PROCEL de eficiência energética).

Leia Também:  Show de Claudia Leitte gera aglomeração e cantora recebe críticas

Fique atento também aos cuidados específicos:

Ar condicionado

A escolha do aparelho é relevante. Uma tecnologia que faz o ar condicionado consumir menos é o chamado “inverter”, que ajusta a velocidade do compressor à demanda de resfriamento do ambiente. Equipamentos com esta tecnologia são mais caros, mas permitem a redução do consumo de energia

Escolha a temperatura certa no aparelho. Configure de acordo com o tamanho do ambiente a ser refrigerado;

Mantenha portas e janelas fechadas durante o uso. Isso evita que haja muita troca de calor entre o ambiente refrigerado e a sua parte externa;

Outra solução é não programar o aparelho para gerar temperaturas muito baixas. Uma vez que a temperatura escolhida for mais alta, o ar condicionado se esforçará menos para mantê-la e o compressor passará mais tempo desligado;

Desligue o equipamento ao deixar o ambiente;

Programe o ar condicionado para desligar durante a madrugada;

Mantenha os filtros sempre limpos.

Geladeira e Freezer

Verifique se a borracha de vedação está em boas condições;

Evite abrir e fechar a porta da geladeira muitas vezes. Procure pegar tudo o que precisa de uma vez só;

Leia Também:  SEGURANÇA INTERNACIONAL - Atento a China e Coreia do Norte, premiê do Japão fala em intensificar as defesas

Para ter água gelada à mão, você pode reservar uma garrafa com gelo do lado de fora da geladeira;

Evite colocar comidas quentes no equipamento: espere o alimento atingir a temperatura ambiente;

Respeite o limite de volume interno que o fornecedor indica. “Abarrotar” o equipamento acarreta no mau funcionamento e no maior consumo de energia;

Chuveiro

Use o chuveiro na posição “verão” e tome banhos mais curtos. A economia de energia elétrica pode chegar a 30%.

Lâmpadas

Troque as lâmpadas fluorescentes pelas de LED, que são mais econômicas e tem maior durabilidade. Além disso, emitem menos calor ao ambiente.

Dicas Gerais

Mantenha os cômodos vazios com as luzes apagadas;

Aproveite a luz natural, abrindo cortinas e janelas;

Evite o stand-by: retire da tomada os aparelhos que não estão sendo utilizados;

Acumule roupas sujas para utilizar a máquina de lavar. Esta dica também serve para o uso do ferro elétrico: separe a maior quantidade de roupas para passar de uma vez.

Gizele Oliveira, Agepan

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

TERÁ FESTANÇA – Carnaval sob ameaça em SP não reflete em MS

Governador diz que anunciará verba às escolas para o Carnaval 2022

Publicados

em

Momento em que foi sorteada a sequência de entrada do desfile da Escolas em Campo Grande para 2022. Foto: Tero Queiroz

Alan Catharinelli, presidente da Liga das Escolas de Samba de Campo Grande (Lienca), disse que não pode afirmar se a realização do Carnaval 2022 está ameaçada na Capital. O governador de Mato Grosso do Sul, Reinaldo Azambuja, porém, afirmou nesta quarta (24.nov) que anunciará a verba para o Carnaval 2022 no estado. O anúncio deve ocorrer no próximo dia 27 de novembro.

Devido ao temor de uma nova onda de casos de coronavírus no início do ano que vem, 71 municípios do interior de São Paulo decidiram cancelar o carnaval de rua em 2022, isso gerou o debate da “festa tradicional em todo o país”. Está cancelada a festa pelo segundo ano consecutivo em São Luiz do Paraitinga, famosa pelo desfile de blocos que costumam reunir milhares de turistas, e cidades médias, como Botucatu, Sorocaba, Mogi das Cruzes e Suzano.

Em outras cidades, a festa também está ameaçada. Na Capital de MS Alan disse.  “Não posso dizer sim e nem não… estamos trabalhando para que ocorra. Visto que os índices em nosso Estado diminuíram muito. E a imunização já ultrapassou 60% da população imunizada com as 2 doses. 67,54% conforme dados Sesau”, comentou.

Leia Também:  Presidente diz que Brasil e o mundo não aguentam um novo lockdown

Para acontecer em Salvador, as autoridades já determinaram que 90% deverão estar com a vacinação completa, meta recomendada pela Fiocruz —  atualmente a taxa está em 75%. No Rio, MP e Defensoria recomendaram que os critérios sanitários sejam revistos para a realização do réveillon e do carnaval. E  nas cidades de Recife e Olinda, ambas em Pernambuco, também permanece incerto.

Em MS, o governador diz que o aumento da vacinação e a conscientização da população permite a realização da festa. “Se todos aqueles que ainda não se vacinaram, forem se vacinar com muita tranquilidade a gente vai poder voltar a uma vida normal, inclusive, podendo ter Carnaval ano que vem”, comentou o governador, durante o evento da União Nacional dos Legisladores e Legislativos Estaduais (Unale).

Com o dinheiro em caixa, desde já, os produtores de eventos poderão planejar a folia com antecedência, adquirindo os materiais e serviços com os melhores preços, justificou o governador.

Em todo o estado apenas Três Lagoas anunciou que não terá Carnaval no ano que vem.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

SELVÍRIA

ACONTECEU

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA