GERAL

Após decisão do MEC, UFMS confirma retorno das aulas presenciais em março de 2021

Instituição informa que ano letivo de 2020 será concluído dia 15 de dezembro

Publicados

em

Com decisão do MEC, UFMS deve retornar com aulas presenciais em março de 2021. (Foto: Divulgação)

 (Universidade Federal de ) informou que irá retomar as aulas presenciais a partir de 15 de março de 2021. A decisão ocorre após o  (Ministério da Educação) publicar portaria determinando o retorno dos alunos às instituições federais a partir de 4 de janeiro.

Em nota, a  informou que, desde o início da , as atividades acadêmicas estão sendo realizadas de forma remota e que é uma das únicas do país a finalizar o ano letivo de 2020 em 15 de dezembro.

Ainda conforme a instituição, o plano de Biossegurança elaborado pela própria  está de acordo com as exigências do , Governo do Estado e prefeituras.

Após decisão do MEC, UFMS confirma retorno das aulas presenciais em março de 2021

Instituição informa que ano letivo de 2020 será concluído dia 15 de dezembro

 (Universidade Federal de ) informou que irá retomar as aulas presenciais a partir de 15 de março de 2021. A decisão ocorre após o  (Ministério da Educação) publicar portaria determinando o retorno dos alunos às instituições federais a partir de 4 de janeiro.

Leia Também:  SED divulga segunda lista de designação neste domingo; matrícula começa na segunda

Em nota, a  informou que, desde o início da , as atividades acadêmicas estão sendo realizadas de forma remota e que é uma das únicas do país a finalizar o ano letivo de 2020 em 15 de dezembro.

Ainda conforme a instituição, o plano de Biossegurança elaborado pela própria  está de acordo com as exigências do , Governo do Estado e prefeituras.

Aulas presenciais

Apesar da determinação do , estados ou cidades podem suspender as atividades presenciais, conforme as medidas restritivas em vigor em cada região. Atualmente, tanto governo de MS quanto a prefeitura de Campo Grande já decidiram que haverá retorno gradual dos alunos nas instituições públicas de ensino.

No texto, o  prevê o uso de recursos digitais apenas em ‘caráter excepcional’,  que deverão ser utilizados de forma complementar.

Leia Também:  Ministério consegue oxigênio para 61 recém-nascidos em Manaus

Ainda segundo o , é responsabilidade das instituições fornecer meios para os alunos acompanharem as atividades.

A portaria desta quarta-feira se refere apenas às instituições federais de ensino. As redes públicas estaduais e municipais ainda seguem sem definição sobre o tema.

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

GERAL

Provas do Exame Nacional do Ensino Médio começam neste domingo

Publicados

em

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) realiza, neste domingo (17.01), a primeira etapa da versão impressa do Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Marcado para os dias 17 e 24 de janeiro, nesta edição a avaliação também contará com uma versão digital que ocorrerá nos dias 31 de janeiro e 7 de fevereiro.

Em MS serão 135 unidades escolares da Rede Estadual de Ensino (REE) utilizadas como locais de aplicação das provas em 41 municípios. Somente em Campo Grande serão 21 escolas em diferentes pontos da cidade. Vale salientar que outros locais também são utilizados pelo Inep para a realização do exame.

Os portões dos locais de aplicação serão abertos mais cedo, às 11h30 (horário de Brasília). Assim, o participante terá até 1 hora e 30 minutos para acessar o local de prova. O fechamento dos portões ocorrerá às 13h (horário de Brasília) e o início da avaliação está previsto para 13h30 (horário de Brasília).

Ao todo, o Inep confirmou 5.783.357 inscrições para o Enem 2020. Em MS são 82.637 candidatos inscritos para o Exame. Destes, 34.458 são da Capital.

Leia Também:  Municípios de MS já estão cadastrados nos sistemas de vacinação do Ministério da Saúde

Para mais informações e acesso à Página do Participante, clique aqui.

O Exame

Realizado anualmente pelo Inep desde 1998, o Exame Nacional do Ensino Médio avalia o desempenho escolar ao final da educação básica. A estrutura do exame conta com uma redação e 45 questões em cada prova das quatro áreas de conhecimento: linguagens, códigos e suas tecnologias; ciências humanas e suas tecnologias; ciências da natureza e suas tecnologias; e matemática e suas tecnologias.

Vinícius Espindola, SED

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

SELVÍRIA

ACONTECEU

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA