CULINÁRIA

Frutas da estação refrescam e contribuem para a saúde nos dias quentes

Nutricionista do Fort Atacadista separou dicas de frutas da época e benefícios

Publicados

em

As altas temperaturas registradas neste mês de setembro alertam para a constante hidratação do corpo para manter a saúde. Todavia, nem todas as pessoas têm o hábito de beber os dois litros mínimos diários de água recomendados por médicos e nutricionistas.

Uma maneira de combater o calor e a baixa umidade e manter a hidratação é consumir frutas in natura e sucos com os produtos da estação. Além de economizar na hora das compras, as frutas da época trazem benefícios para a saúde, pois são fontes de vitaminas e nutrientes.

“Nessa estação podemos encontrar facilmente frutas como abacaxi, acerola, caju, laranja, mexerica, tamarindo, tangerina e banana-nanica, frutas ricas em vitamina C, potássio e sais minerais, que contribuem para o aumento da imunidade e têm função antioxidante e anti-inflamatória”, explica a nutricionista do Fort Atacadista, Rafaela Curcino Moreira.

A profissional separou dicas de frutas da época e seus respectivos benefícios para a saúde, que podem ser consumidas in natura, através de porções diárias ou sucos refrescantes.

Abacaxi

A fruta possui vitaminas A, C, B1, B2, B3, B5, B6, B9, manganês, magnésio e potássio, que contribuem para o aumento da imunidade. O abacaxi também é composto por cerca de 86% de água, o que ajuda na hidratação. A composição da fruta ainda apresenta a bromelina, tipo de enzima que auxilia na digestão e também é usada para fins medicinais.

Acerola

A fruta possui uma das maiores concentrações de vitamina C e tem poucas calorias. Contém quantidades de fibras, cálcio, magnésio, fósforo, potássio, selênio e vitamina A. A acerola contribui com a saúde do coração e da pele, prevenindo contra o envelhecimento precoce, problemas gastrointestinais e, claro, ajudando no fortalecimento do sistema imunológico.

Leia Também:  7ª edição da campanha ‘Aqueça uma vida’ arrecada doações até o dia 24 de maio

Caju

Saudável e saboroso, o caju é rico em vitamina C e zinco, benéfico para as defesas do organismo e no surgimento de inflamações. Também é fonte de fósforo, magnésio, potássio, ferro, cobre e cálcio. Ajuda a reduzir os níveis de colesterol e fortalece a saúde dos olhos, pois contém luteína e zeaxantina, que ajudam a prevenir a catarata.

Laranja

Rica em vitamina C, a laranja possui flavonoides e diversos nutrientes importantes para a saúde. Contém fibra, ácido fólico, potássio e antioxidantes, que auxiliam na prevenção contra gripes e resfriados, melhora a função do sistema digestivo e contribui na prevenção de anemia, pois aumenta a absorção do ferro.

Outra sugestão da nutricionista é preparar água saborizada, com pedaços de frutas e folhas de hortelã, por exemplo, para refrescar os dias mais quentes.

Sugestão de receita de suco refrescante

– Três rodelas de abacaxi;
– 5 folhas de hortelã;
– 10 acerolas;
– 200 ml de água gelada
Bata no liquidificador e adoce a gosto.

Onde encontrar – O Fort Atacadista, rede de atacarejo do Grupo Pereira, possui sete lojas em Campo Grande, e cumpre todas as medidas de prevenção contra o Coronavírus e funciona de segunda a sábado, das 7h às 22h, e aos domingos, das 8h às 20h, nos seguintes endereços:

Loja Coronel Antonino – R. São Borja, 586 – Vila Rica
Loja Getúlio Vargas – Av. Pres. Vargas, 1336 – Papa João Paulo II
Loja Guanandi – Av. Pres. Ernesto Geisel, 501 – Jardim Jacy
Loja Moreninhas – Av. Gury Marques, 4855
Loja Parati – Rua da Divisão, 1208
Loja Shopping Norte Sul Plaza – Av. Pres. Ernesto Geisel, 2300
Loja Tiradentes – Rua Antônio Bicudo, 112 – Jardim São Lourenço

Leia Também:  Saiba como evitar acidentes graves com uso de panela de pressão

Sobre o Grupo Pereira – Fundado em 1962, na cidade de Itajaí, em Santa Catarina, o Grupo Pereira atua no varejo e no atacado com as bandeiras Comper, Fort Atacadista, Bate Forte e SempreFort. São mais de 15 mil funcionários e 780 representantes comerciais autônomos nos Estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Goiás, Santa Catarina, São Paulo e no Distrito Federal. Atualmente, a companhia tem 89 unidades de negócio, sendo 28 lojas do Comper (rede de supermercados), 45 lojas do Fort Atacadista (atacarejo), sete filiais do Atacado Bate Forte (atacadista de distribuição), oito lojas SempreFort (varejo farmacêutico) e um posto de combustível. O GP também é proprietário do braço de serviços financeiros Vuon, lançado em 2019, que inclui o private label Vuon Card, que já conta com mais de 500 mil cartões emitidos, além de seguros e assistência odontológica.

Com a missão de oferecer uma experiência de compra positiva, por meio de excelência no relacionamento com clientes, fornecedores e funcionários, o Grupo Pereira colabora com a sociedade e com as comunidades do entorno por meio de programas de sustentabilidade e responsabilidade social.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CULINÁRIA

Aipim, bistrô brasileiro em bairro gourmet de Campo Grande

Arroz Carreteiro emperiquitado e pacu são delícias imperdíveis

Publicados

em

Aberto há um ano, o restaurante de comida brasileira – Aipim Cozinha de Raízes – caiu de vez no gosto do campo-grandense. E tudo isso bem ali, no bairro Santa Fé, em Campo Grande.

‘’O Aipim é para quem gosta e sonha com comida de verdade, o espaço tem charme de bistrô e uma simplicidade ímpar, que você se sente em casa!’’, apresenta a chef Magda Moraes.

Pacu é uma das delícias do Aipim. (Foto: Reprodução Instagram)

A empresária destaca a importância da procedência, qualidade e frescor dos ingredientes. A carne de sol, o pão, os molhos são feitos na casa. Os pratos são preparados na hora, com exceção do pacu sem espinhos, recheado com farofa de banana-da-terra e assado na folha da bananeira e em forno de pedra. Acompanha arroz e pirão e é o único que deve ser pedido com antecedência.

‘’O Aipim tem no cardápio a autêntica comida brasileira, a cozinha de raiz, que temos vontade de comer todos os dias’’, reflete Magda.
Arroz carreteiro emperiquitado. (Foto: Reprodução Instagram)
Um dos destaques é o arroz carreteiro emperiquitado, brinca Magda. Ela explica que nada mais é que uma releitura do quebra-torto, comida dos peões servida no café da manhã nas fazendas da região.

‘’É o que melhor representa a cozinha regional. Faço com carne de sol da casa, linguiça calabresa, banana-da-terra e castanha-de-caju’’, detalha a chef.

Leia Também:  Chuva e frio continuam em Mato Grosso do Sul nesta segunda-feira

‘’Temos também a moqueca de pintado, peixe da região, com banana-da-terra. É servida na panela de barro e chega fumegante na tua mesa. Acompanha arroz, farofa de biju com dendê e castanha-de-caju’’, acrescenta Magda.

Outro prato emblemático e afetivo é a rabada com creme de aipim e agrião. Acompanha este prato uma vasilha com água para o cliente limpar os dedos, para que possa se sentir à vontade, em casa. “Para chegar até o fim do ritual de chupar os ossos da deliciosa rabada e lamber os beiços”, diz a chef.

”A cozinha afetiva leva as pessoas a despertarem suas memórias, seja de pessoas queridas que faziam tão bem este prato, como de lugares por onde passou ou mesmo épocas da vida como a infância”, garante a chef, que diz ter se emocionado várias vezes com os relatos dos clientes.

E aquele pão de aipim que vai à mesa, quentinho, com sardinha preparada na casa e manteiga de limão. Não há como não falar do pastelzinho de carne de sol, a coxinha de camarão com pesto, claro, com massa de mandioca, crocante por fora e cremosa por dentro.

Leia Também:  Quinta-feira terá tempo estável, com possibilidade de chuvas isoladas na região Centro-Norte do Estado

‘’São muitas iguarias, se prepare para ficar indeciso!’’, brinca novamente a empresária.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

SELVÍRIA

ACONTECEU

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA