CIDADES

SED divulga segunda lista de designação neste domingo; matrícula começa na segunda

Publicados

em

O Portal da Central de Matrículas da Rede Estadual de Ensino (REE) publica neste domingo (17), às 12h, a 2ª lista de designação dos estudantes que realizaram a pré-matrícula entre os dias 11 e 15 de janeiro de 2021. O passo seguinte, para quem estiver relacionado na lista, é a Efetivação da Matrícula, que deve ser feita diretamente nas unidades escolares designadas, conforme orientação no site da Matrícula Digital.

A Efetivação deve ser feita entre os dias 18 e 22 de janeiro e a etapa marca a conclusão do calendário de matrículas da Rede Estadual de Ensino, iniciado no dia 30 de novembro de 2020. Para melhor organização das unidades de ensino, é importante que os estudantes designados, familiares e/ou responsáveis entrem em contato com as escolas para sanar possíveis dúvidas sobre horários e documentação necessária para o atendimento.

A Secretaria de Estado de Educação (SED) também disponibiliza o contato por telefone com a equipe da Central de Matrículas, pelo 0800-647-0028. O atendimento também pode ser feito de forma presencial na sede da Central, que fica na rua Joaquim Murtinho, nº 2.612, bairro Itanhangá Park – Campo Grande. O horário de funcionamento é das 7h30 às 11h30 e das 13h30 às 17h30, de segunda à sexta-feira.

Leia Também:  O Prefeito José Fernando recebe moção de congratulação da Deputada Estadual Mara Caseiro, pela sua eleição de 2º Vice Presidente da ASSOMASUL.

Vinícius Espíndola, SED

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

Prefeitos de MS decidem que volta às aulas será on-line antes do retorno de forma presencial

Gestores preferem aguardar a continuidade do calendário de vacinação no Estado

Publicados

em

Prefeitos de cidades de Mato Grosso do Sul decidiram retornar de forma on-line por mais 30 dias antes da volta às aulas presenciais nas escolas municipais, durante assembleia-geral nesta terça-feira (23), na sede da Assomasul (Associação dos Municípios de MS), em Campo Grande.

A decisão saiu após discussão sobre o cumprimento do protocolo de biossegurança, uma vez que a maioria dos presentes à reunião entendeu que não é momento para o retorno do ano letivo diante da gravidade da pandemia do coronavírus.

Além disso, os gestores preferem aguardar a continuidade do calendário de vacinação no Estado.

Por meio de deliberação, a diretoria da Assomasul entende necessária a prorrogação para iniciar as aulas em abril para que os municípios se adequem ao Protocolo de Retorno as Aulas, entre outros aspectos, diante da dificuldade de entrega dos insumos e EPIs (equipamento de proteção individual) licitados para cumprir as exigências de biossegurança.

A ideia inicial defendida por alguns era que os municípios seguissem o calendário escolar defendido pela SES (Secretaria de Estado de Educação), que prevê volta às aulas no dia 1º de março. Outra justificativa apontada na reunião foi a eleição de 38 novos prefeitos, uma vez que não houve tempo suficiente para ter transição de cargos.

Leia Também:  Ministério da Saúde envia sexta remessa com 27,8 mil doses de vacina contra o coronavírus para MS

Opiniões

Antes da votação sobre o retorno às aulas ou não, o presidente da Assomasul e prefeito de Nioaque, Valdir Júnior (PSDB), ouviu a opinião dos colegas.

O prefeito de Aquidauana, Odilon Ribeiro (PSDB), sugeriu equilíbrio no momento como forma de prevenir novas contaminações, principalmente de professores e alunos.

O gestor também disse que o controle de crianças com uso de máscaras e distanciamento social é complicado, a exemplo de outros colegas prefeitos que se manifestaram no encontro.

“Outro problema são as aulas remotas. Aquidauana tem dificuldade até de sinal de celular, imagine sinal de internet”, acrescentou.

O prefeito de Douradina, Jean Fogaça (PSDB), sugeriu o retorno às aulas somente quando todos os professores forem vacinados. Ele também pontuou as dificuldades para o cumprimento do calendário escolar alegando uma série de fatores.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

SELVÍRIA

ACONTECEU

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA