CIDADES

Fiocruz alerta para cenário ‘crítico’ da pandemia em MS nas próximas semanas

‘A Pandemia fez brasileiro perder quase 2 anos na expectativa de vida ao nascer’, aponta o estudo

Publicados

em

Um boletim foi divulgado ontem (9) pela Fiocruz (Fundação Oswaldo Cruz) e aponta um cenário crítico e agravamento na saturação do sistema de saúde em Mato Grosso do Sul e em outros estados do Centro Oeste e do Sul do país.

Do Centro Oeste, Mato Grosso do Sul e Goiás estão entre os estados que apresentaram aumento de mortes provocadas pelo novo coronavírus.
Segundo o Boletim, Distrito Federal, Santa Catarina, Rio Grande do Sul e Mato Grosso tiveram as maiores taxas de casos e de mortalidade pela Covid-19 de todo o Brasil.

De acordo com o G1, a Pandemia fez brasileiro perder quase 2 anos na expectativa de vida ao nascer, aponta estudo preliminar.

“Esse padrão coloca as regiões Sul e Centro-Oeste como críticas para as próximas semanas, o que pode ser agravado pela saturação do sistema de saúde nesses estados”, informa a Fiocruz.

O documento destaca a situação do Rio Grande do Sul, que, pela primeira vez desde o início da pandemia, entrou para a lista dos estados com as maiores taxas de letalidade: sua taxa de letalidade atual é de 4,1%, a segunda maior do país, atrás apenas do Rio de Janeiro (6,2%).

Leia Também:  Prefeito José Fernando viaja a Brasília e visa pautas sobre aceleração do Programa Titula Brasil e fomento a agricultura familiar

Quanto às taxas de ocupação do sistema de saúde, até o dia 5 de abril, 19 estados mais o DF estão com taxas de ocupação dos hospitais superiores a 90%. No que diz respeito apenas aos leitos de UTI Covid, 21 estados estão com taxas de ocupação superiores a 90%.

Entre a Semana Epidemiológica 1 (3 a 9 de janeiro de 2021) e a 12 (21 a 27 de março), houve um aumento de casos de:

30 a 39 anos: aumento de 1.218,33%;
40 a 49 anos: aumento de 1.217,95%;
50 a 59 anos: aumento de 1.144,94%.

Também houve aumento de mortes neste mesmo período entre os mais jovens:

20 a 29 anos: aumento de 872,73%
30 a 39 anos: aumento de 813,95%;
40 a 49 anos: aumento de 880,72%;
50 a 59 anos: aumento de 877,46%.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

CTG Brasil realiza testes de redução de vazão na Usina Jupiá

Operação ocorre entre os dias 10 e 14 de maio e integra as ações adotadas pelo ONS para minimizar impactos da escassez de chuvas

Publicados

em

A CTG Brasil realiza entre os dias 10 e 14 de maio testes de redução de vazão mínima a jusante da Usina Hidrelétrica Jupiá, conforme autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

A operação atende a uma solicitação do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), que vem adotando medidas para minimizar os impactos negativos causados pelas baixas afluências registradas nos últimos anos.

A solicitação do ONS é que a vazão da Usina Jupiá seja reduzida ao longo do período de testes num patamar de 100 m³/s por dia. Equipes especializadas farão o monitoramento de uma área de 15 hectares no Rio Paraná a jusante da usina, área de influência dos testes. No decorrer de cada dia, haverá a estabilização das vazões e a avaliação dos dados levantados durante o monitoramento.

A fase seguinte só será realizada após análise e confirmação das condições favoráveis do nível a jusante. Caso as equipes constatem iminência de impacto ao meio ambiente, os órgãos gestores serão avisados e haverá suspensão imediata da redução de vazão e reversão para os 3.700 m³/s atuais.

Leia Também:  CTG Brasil realiza testes de redução de vazão na Usina Jupiá

A operação está sendo comunicada para veículos de imprensa, órgãos reguladores e população em geral. Interessados também podem obter informações acessando o serviço de atendimento da CTG Brasil pelos telefones 0800 606 7059 ou (11) 99178 8079 (WhatsApp).

Sobre a CTG Brasil

A CTG Brasil trabalha para desenvolver o mundo com energia limpa em larga escala. Segunda maior geradora privada de energia do País, conta com a dedicação de seus talentos locais e está comprometida em contribuir com a matriz energética brasileira, pautada pela responsabilidade social e respeito ao meio ambiente. A empresa tem investimentos em 17 usinas hidrelétricas e 11 parques eólicos, com capacidade instalada total de 8,3 GW. Criada em 2013, é parte da China Three Gorges Corporation, uma das líderes globais em geração de energia limpa.

 

Mais informações:

Igor Galante – (17) 99791-1216

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

SELVÍRIA

ACONTECEU

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA