CIDADES

CTG Brasil realiza testes de redução de vazão na Usina Jupiá

Operação ocorre entre os dias 10 e 14 de maio e integra as ações adotadas pelo ONS para minimizar impactos da escassez de chuvas

Publicados

em

A CTG Brasil realiza entre os dias 10 e 14 de maio testes de redução de vazão mínima a jusante da Usina Hidrelétrica Jupiá, conforme autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA).

A operação atende a uma solicitação do Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS), que vem adotando medidas para minimizar os impactos negativos causados pelas baixas afluências registradas nos últimos anos.

A solicitação do ONS é que a vazão da Usina Jupiá seja reduzida ao longo do período de testes num patamar de 100 m³/s por dia. Equipes especializadas farão o monitoramento de uma área de 15 hectares no Rio Paraná a jusante da usina, área de influência dos testes. No decorrer de cada dia, haverá a estabilização das vazões e a avaliação dos dados levantados durante o monitoramento.

A fase seguinte só será realizada após análise e confirmação das condições favoráveis do nível a jusante. Caso as equipes constatem iminência de impacto ao meio ambiente, os órgãos gestores serão avisados e haverá suspensão imediata da redução de vazão e reversão para os 3.700 m³/s atuais.

Leia Também:  Mato Grosso do Sul já vacinou 51,8% da população adulta contra Covid-19

A operação está sendo comunicada para veículos de imprensa, órgãos reguladores e população em geral. Interessados também podem obter informações acessando o serviço de atendimento da CTG Brasil pelos telefones 0800 606 7059 ou (11) 99178 8079 (WhatsApp).

Sobre a CTG Brasil

A CTG Brasil trabalha para desenvolver o mundo com energia limpa em larga escala. Segunda maior geradora privada de energia do País, conta com a dedicação de seus talentos locais e está comprometida em contribuir com a matriz energética brasileira, pautada pela responsabilidade social e respeito ao meio ambiente. A empresa tem investimentos em 17 usinas hidrelétricas e 11 parques eólicos, com capacidade instalada total de 8,3 GW. Criada em 2013, é parte da China Three Gorges Corporation, uma das líderes globais em geração de energia limpa.

 

Mais informações:

Igor Galante – (17) 99791-1216

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

COVID-19 – Justiça nega pedido do comércio e mantém decreto restritivo do governo de MS

Desembargador sustentou que medidas visam minimizar avanço da pandemia

Publicados

em

 

O TJMS (Tribunal de Justiça de Mato Grosso do Sul) negou no sábado (12) mandado de segurança em favor das entidades que representam o comércio e manteve o decreto do Governo do Estado que impõe novas restrições contra a Covid-19. 43 cidades estão com bandeira cinza no Prosseguir (Programa de Saúde e Segurança da Economia) a partir deste domingo (13).

Thank you for watching

A ACICG (Associação Comercial e Industrial de Campo Grande) e Abrasel (Associação Brasileira de Bares e Restaurantes – Seccional MS) sustentaram na peça inicial que a normativa estadual viola o pacto federativo e a autonomia dos municípios ao tornar obrigatória a adoção das regras.

Em sua decisão, o desembargador Sérgio Fernandes Martins rebateu os argumentos e destacou que o decreto visa minimizar o avanço da pandemia de Covid-19.

“Não vislumbro a alegada violação de direitos, notadamente porque o ato apontado como coator constitui nada mais do que medida que visa impedir o avanço da proliferação do vírus SARS-COV-2 no estado de Mato Grosso do Sul, que atualmente encontra-se em colapso na área da saúde”, escreveu.

Leia Também:  CTG Brasil doa 15 aparelhos de ar condicionado para Hospital Regional de Ilha Solteira

Martins apontou ainda que as medidas ainda permitem que o comércio atenda o público, ainda que com limitações. “O ato apontado como coator preserva alternativas aos empresários e comerciantes, as quais permitem, ainda que de uma forma mitigada, a manutenção de suas atividades, através, por exemplo, da utilização de sistemas como delivery e drive-thru, os quais se mostram condizentes com a atual situação pandêmica que assola o mundo há mais de um ano”, finalizou.

Decreto

O Governo do Estado poderia colocar o decreto em vigor já na sexta-feira (11), mas a pedido da Assomasul (Associação dos Municípios de Mato Grosso do Sul), concedeu 48 horas e estabeleceu que as novas restrições entrariam em vigor hoje

Na quinta-feira (10), após o anúncio das medidas restritivas, a Abrasel e a CDL-CG (Câmara de Dirigentes Lojistas) divulgaram nota reclamando por terem sido pegos de surpresa, pois já haviam se preparado para as vendas no Dia dos Namorados. “Temos família, compramos estoque”.

Neste domingo, a SES (Secretaria de Estado de Saúde) contabilizou 313.530 casos confirmados e 7.477 mortes por Covid-19. Das quatro macrorregiões, apenas Três Lagoas tem vagas disponíveis.

Leia Também:  Mato Grosso do Sul recebe novo lote com 97.500 doses da vacina contra Covid-19 neste domingo

A região de Campo Grande está com 108% de ocupação, Dourados tem 102%, Corumbá registra 100% e Três Lagoas contabiliza 99%. Quando a taxa ultrapassa 100%, significa que a macrorregião tem mais leitos do que o número oficial pelo SUS (Sistema Único de Saúde), e nesse caso, o Estado ou o município financiam as vagas excedentes.

Fonte: Midiamax

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

SELVÍRIA

ACONTECEU

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA