CIDADES

Com aglomeração, Bolsonaro cumprimenta moradores de Nioaque e se despede de MS

Bolsonaro já foi tenente no 9º Grupo de Artilharia de Campanha de Nioaque

Publicados

em

Com aglomeração, Bolsonaro cumprimenta moradores de Nioaque e se despede de MS

Bolsonaro já foi tenente no 9º Grupo de Artilharia de Campanha de Nioaque

Após horas de espera na tarde desta terça-feira (18), moradores de Nioaque e região receberam cumprimentos do presidente  (sem partido). O presidente visitou o 9º Grupo de Artilharia de Campanha de Nioaque, batalhão em que já foi tenente. Esse foi o terceiro compromisso do presidente em Mato Grosso do Sul.

Bolsonaro chegou até a cidade de helicóptero, que partiu de Campo Grande no início da tarde. A recepção do presidente no quartel de Nioaque não foi acompanhada pela imprensa e nem transmitida por veículos oficiais, diferente do que ocorreu pela manhã na agenda em Corumbá.

Durante a despedida de Nioaque, o presidente fez aparição aos apoiadores que aguardavam em frente ao local. Moradores de outras cidades viajaram para acompanhar a passagem de Bolsonaro pela cidade do interior. Para o acontecimento, a Prefeitura Municipal decretou ponto facultativo e preparou recepção com 21 tiros de salva de gala.

Com aglomeração, Bolsonaro cumprimenta moradores de Nioaque e se despede de MS

Bolsonaro já foi tenente no 9º Grupo de Artilharia de Campanha de Nioaque

Após horas de espera na tarde desta terça-feira (18), moradores de Nioaque e região receberam cumprimentos do presidente  (sem partido). O presidente visitou o 9º Grupo de Artilharia de Campanha de Nioaque, batalhão em que já foi tenente. Esse foi o terceiro compromisso do presidente em Mato Grosso do Sul.

Leia Também:  Com carretas equipadas, programa Cidade Empreendedora oferece cursos para população de Selvíria

Bolsonaro chegou até a cidade de helicóptero, que partiu de Campo Grande no início da tarde. A recepção do presidente no quartel de Nioaque não foi acompanhada pela imprensa e nem transmitida por veículos oficiais, diferente do que ocorreu pela manhã na agenda em Corumbá.

Durante a despedida de Nioaque, o presidente fez aparição aos apoiadores que aguardavam em frente ao local. Moradores de outras cidades viajaram para acompanhar a passagem de Bolsonaro pela cidade do interior. Para o acontecimento, a Prefeitura Municipal decretou ponto facultativo e preparou recepção com 21 tiros de salva de gala.

O município organizou uma salva de gala com 21 tiros de salva de festim, disparados por de obuseiros 105 mm. Vale lembrar que os tiros foram acionados pelo grupo de artilharia comandado por Bolsonaro.

Assim, a visita aconteceu às 15h30 do horário de Mato Grosso do Sul. Entretanto o presidente só fez aparição para o público às 16h55.

Leia Também:  Presidente do Senado diz que “democracia é inegociável"

Agenda em MS

Durante a manhã, Bolsonaro participou de cerimônia que marcou inauguração de estação de radar no Aeroporto de Corumbá, distante 444 quilômetros de Campo Grande. O governador Reinaldo Azambuja (PSDB) também participou do evento e foi até vaiado por sul-mato-grossenses.

No início da tarde, o avião presencial pousou no Aeroporto Internacional de Campo Grande e o presidente embarcou em um helicóptero que seguiu para Maracaju. Bolsonaro visitou fazenda do ex-prefeito de Sidrolândia Ari Basso. O local ganhou fama em 2018, época das eleições presidenciais, quando os donos da propriedade fizeram a inscrição ‘Bolsonaro 2018’ na lavoura.

Essa visita do presidente, contudo, não teve qualquer tipo de divulgação oficial pela equipe de imprensa que acompanha o presidente. De lá, Bolsonaro seguiu para Nioaque, onde encerrou a agenda em Mato Grosso do Sul.

 

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

Estudantes experimentam álcool cada vez mais cedo em MS, mostra pesquisa

Consumo também é maior entre estudantes de escolas públicas

Publicados

em

Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE) 2019, divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) aponta que estudantes estão experimentando álcool cada vez mais cedo.

Conforme os dados, cerca de 63,3% dos estudantes de escolas públicas e particulares entre 13 e 17 anos já experimentaram bebida alcoólica e mais de um terço deles (34,6%) provou pelo menos uma dose antes de completar 14 anos.

Ainda segundo os dados, as meninas são mais expostas a essa iniciação precoce: 36,8%, contra 32,3% entre os meninos.

Os dados se referem à realidade dos jovens antes da pandemia de Covid-19, cujas medidas de isolamento social e distanciamento físico do ambiente escolar podem ter agravado a situação.

Entre os estudantes que experimentaram bebidas alcoólicas, 47% disseram ter tido episódios de embriaguez.

Esse percentual foi maior entre os estudantes de escolas da rede pública (47,6%) do que entre os da rede privada (43,4%).

Cerca de 15,7% relataram a ocorrência de problemas em consequência de terem bebido, entre eles estão o conflito com a família ou amigos, a perda de aulas ou brigas.
Entre os adolescentes de 13 a 17 anos, 9,7% relataram ter consumido quatro doses ou mais em um mesmo dia. Nesse indicador, o Sul (12%) e o Centro-Oeste (11,1%) ficaram acima da média nacional. Já Norte (7,0%) e Nordeste (7,8%) apresentaram os menores percentuais.

Leia Também:  Operação Fronteiras e Divisas Integradas I apreende mais de 8 toneladas de drogas no MS

Cerca de 6,9% dos estudantes dessa faixa etária disseram ter bebido cinco doses ou mais em um dia.

Entre as questões levantadas também estava o uso de bebidas alcoólicas pelos pais dos adolescentes. Mais da metade dos escolares de 13 a 17 anos (58,9%) respondeu que o pai, a mãe ou ambos consumiam esse tipo de produto, sendo os percentuais maiores no Sul (62,4%), no Centro-Oeste (61,9%) e no Sudeste (61,5%).

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

SELVÍRIA

ACONTECEU

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA