CIDADES

Ciclone bomba vai embora e MS respira tranquilo

Fenômeno deixou 12 mortos e marcas históricas

Publicados

em

O fenômeno apelidado de ‘ciclone bomba’ deixa o Brasil, para alívio de Mato Grosso do Sul. Santa Catarina, no Sul do País, não teve a mesma sorte e viveu um verdadeiro terror, com 12 mortes e rastro de destruição.

O presidente Jair Bolsonaro, inclusive, visitou as áreas afetadas ontem (4) em sobrevoo de helicóptero. O parecer de especialistas é que o fenômeno climático já deixou o Brasil.

Quem respira aliviado é MS. Por aqui, houve efeitos indiretos, como ventanias acima do normal, inclusive na capital Campo Grande.

O Estado teve até alerta emitido pelo Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos, o Centec-MS. Toda área sul de Mato Grosso do Sul estava em ‘alerta vermelho’.

Por aqui, foram registrados ventos de até 59 km/h na Capital. No interior, uma morte pode ter relação com o ciclone bomba. Trata-se de um trabalhador rural, de 58 anos, que foi atingido por uma árvore, durante um vendaval, nesta terça-feira, na região entre Dourados e Ponta Porã

Leia Também:  Imparável, Alison dos Santos é prata nos 400m rasos em GP na Hungria

 

Por Vinícius Squinelo

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

Alcoolvale realiza campanha contra o sarampo

Atividade foi direcionada a todos os colaboradores da empresa a fim de conscientizar e alertar sobre os novos casos da doença

Publicados

em

A equipe de Medicina do Trabalho da Alcoolvale realizou na primeira semana de julho a Campanha Combate ao Sarampo. Por meio de conversação, a ação foi realizada nos três turnos de funcionamento da empresa abrangendo todos os setores. A atividade tem como objetivo alertar e conscientizar os colaboradores sobre os novos casos de sarampo, além de como reconhecer os sintomas e quais os tratamentos.

 

É bom ressaltar que se trata de uma doença contagiosa baseada em vírus que afeta principalmente crianças, mas também pode impactar adultos. Ele é transmitido por meio do contato com a saliva e secreções nasais de uma pessoa que está com a doença.

 

Os sinais típicos do sarampo incluem:

– manchas vermelhas na pele que surgem primeiro no rosto e depois se espalham para os pés, mas não coçam;

– tosse;

– coriza;

– febre;

– desconforto ocular e conjuntivite;

– otite;

– enxaquecas;

– fotofobia;

– depressão;

– perda de apetite.

 

O paciente com sarampo deve seguir as ordens do médico, que incluem repouso, alimentação balanceada, ingestão de líquidos suficientes e lavagem dos olhos com soro fisiológico. O melhor método de prevenção do sarampo é a vacinação, que deve ser administrada entre um mês e um ano de idade.

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Suzano prorroga prazo de inscrições para processo seletivo de Condutora de Veículo Florestal exclusivo para mulheres
Continue lendo

SELVÍRIA

ACONTECEU

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA