CIDADES

Após atropelar capivara, veículo capota, deixando dois mortos e um ferido

Acidente aconteceu na madrugada deste domingo (18), na BR-267, em Nova Andradina (MS)

Publicados

em

Na madrugada deste domingo (18), duas pessoas morreram e uma ficou ferida, após o veículo em que estavam a bordo atropelar uma capivara, sair da pista e capotar por várias vezes. O acidente aconteceu na rodovia BR-267, altura do km 152, região de Nova Casa Verde, distrito a 56 quilômetros de Nova Andradina.

Segundo informações do Jornal da Nova, o condutor do veículo GM/Cruze, com placas de Araçatuba (SP), acabou perdendo o controle direcional e capotando o carro, ao atropelar uma capivara que cruzava a via, por volta das 3h da madrugada.

Uma mulher, de 22 anos ficou ferida e foi socorrida pela equipe do Corpo de Bombeiros Militar de Casa Verde até ao Pronto Socorro do Hospital Regional em Nova Andradina. Outras duas pessoas morreram, presas às ferragens do veículo. As vítimas foram identificadas como Eduardo Ferreira, de 23 anos e Jessica de Lima Caldas, de 25 anos.

Eduardo Ferreira e Jessica de Lima Caldas morreram no local. Foto: Redes sociais

Eduardo Ferreira e Jessica de Lima Caldas morreram no local. Foto: Redes sociais

Devido a escuridão e o carro ter saído fora da pista, usuários da via perceberam o acidente somente uma hora e meia depois, quando acionaram o Corpo de Bombeiros Militar de Casa Verde.

Leia Também:  Presidente do Senado diz que “democracia é inegociável"

Ainda segundo o Jornal da Nova, eles saíram de Dourados (MS) com destino às suas residências. A jovem socorrida com vida mora em Regente Feijó (SP). Seu namorado, que morreu no veículo, e a outra mulher são da região próxima a Presidente Prudente (SP).

Devido ao impacto, a capivara foi mutilada. Equipes da Polícia Rodoviária Federal (PRF), Polícia Civil e Perícia Criminal também foram acionadas para atender o acidente.

Informações do Jornal da Nova.

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

CIDADES

Estudantes experimentam álcool cada vez mais cedo em MS, mostra pesquisa

Consumo também é maior entre estudantes de escolas públicas

Publicados

em

Pesquisa Nacional de Saúde do Escolar (PeNSE) 2019, divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) aponta que estudantes estão experimentando álcool cada vez mais cedo.

Conforme os dados, cerca de 63,3% dos estudantes de escolas públicas e particulares entre 13 e 17 anos já experimentaram bebida alcoólica e mais de um terço deles (34,6%) provou pelo menos uma dose antes de completar 14 anos.

Ainda segundo os dados, as meninas são mais expostas a essa iniciação precoce: 36,8%, contra 32,3% entre os meninos.

Os dados se referem à realidade dos jovens antes da pandemia de Covid-19, cujas medidas de isolamento social e distanciamento físico do ambiente escolar podem ter agravado a situação.

Entre os estudantes que experimentaram bebidas alcoólicas, 47% disseram ter tido episódios de embriaguez.

Esse percentual foi maior entre os estudantes de escolas da rede pública (47,6%) do que entre os da rede privada (43,4%).

Cerca de 15,7% relataram a ocorrência de problemas em consequência de terem bebido, entre eles estão o conflito com a família ou amigos, a perda de aulas ou brigas.
Entre os adolescentes de 13 a 17 anos, 9,7% relataram ter consumido quatro doses ou mais em um mesmo dia. Nesse indicador, o Sul (12%) e o Centro-Oeste (11,1%) ficaram acima da média nacional. Já Norte (7,0%) e Nordeste (7,8%) apresentaram os menores percentuais.

Leia Também:  Ministério mantém previsão de crescimento da economia em 5,3% este ano

Cerca de 6,9% dos estudantes dessa faixa etária disseram ter bebido cinco doses ou mais em um dia.

Entre as questões levantadas também estava o uso de bebidas alcoólicas pelos pais dos adolescentes. Mais da metade dos escolares de 13 a 17 anos (58,9%) respondeu que o pai, a mãe ou ambos consumiam esse tipo de produto, sendo os percentuais maiores no Sul (62,4%), no Centro-Oeste (61,9%) e no Sudeste (61,5%).

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

SELVÍRIA

ACONTECEU

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA