ACONTECEU

Ex-prefeito de Selvíria José Dodo da Rocha faleceu nesta Terça Feira(21/09), em Campo Grande

Publicados

em

Faleceu na manhã desta terça-feira (21/9), no Hospital do Coração, em Campo Grande, o Policial Civil de Mato Grosso do Sul aposentado, ex-prefeito e ex-vereador do município de Selvíria, José Dodô da Rocha, aos 68 anos de idade.

Ele estava internado há vários dias, sendo submetido a um procedimento cirúrgico, relacionado ao coração, e nesta madrugada, após sofrer  três paradas cardíacas, veio a óbito, segundo informações publicadas na rede social pelo seu irmão, Dr. José Maria Rocha.

O Sinpol (Sindicato dos Policiais Civis) publicou uma nota de pesar pela morte do policial, que era Agente de Polícia Judiciária. Morte que causou grande comoção em Selvíria, município em que  José Dodo da Rocha foi vereador e eleito prefeito no município  por três mandatos, nas Legislaturas 1993/1996, 2005/2008 e 2009/2012,  sendo um político muito querido, popular e importante para o município, onde deixa um grande legado e muitas saudades à família e aos selvirienses.

O velório será realizado a partir das 16h na Câmara Municipal de Selvíria e o sepultamento está previsto para amanhã dia 22.

A administração municipal decretou ponto facultativo, no dia de hoje, 21 de setembro, e luto oficial de três dias, sendo anotado que os pavilhões municipal, estadual e federal, localizados na frente da prefeitura já estavam a meio-mastro.

Leia Também:  Investigação indica que grupo russo de hackers é mais poderoso que se imaginava

JOSÉ DODO DA ROCHA era natural de Fronteiras, no estado do Piauí, nasceu em 10 de fevereiro de 1953. Um dos filhos de Francisco José da Rocha e Celina Francisca da Rocha. É pai de Milena Gomes da Rocha, José Dodo da Rocha Filho e Talita Antunes da Rocha.

Dodo, como é chamado, mudou-se com sua família para Bela Floresta, distrito de Pereira Barreto – SP , no ano de 1967. A família tinha como objetivo o trabalho na agricultura, para tanto, Bela Floresta, com suas terras férteis, foi o destino encontrado por eles e muitos outros migrantes nordestinos.

Ainda adolescente Dodo deixou a lavoura, e, com o apoio da família, foi aprender o ofício de alfaiate na cidade de Pereira Barreto. Quando sua família se mudou para lá, José Dodo e seu irmão José Maria foram para Selvíria, onde Dodo passou a exercer a sua profissão na Alfaiataria do senhor Anésio Cabeçoni, depois montou o seu próprio comércio.

No ano de 1979, Dodo tornou-se funcionário público, trabalhou no DETRAN até 1982. Em 1987 prestou concurso e ingressou na Polícia Civil, na profissão de investigador. Sempre bem relacionado, nascia em Dodo suas aspirações políticas. No ano de 1982, filiou ao PDS, ficando como primeiro suplente. Infelizmente, ao assumir o mandato, ficou apenas duas horas no cargo, foi cassado por questões políticas por parte de seus adversários. Em 1988, voltou como candidato a vereador e se elegeu. Durante esse percurso, foi relator da Lei Orgânica do Município e presidente da Câmara Municipal de Selvíria. Em 1992, saiu candidato a prefeito e se elegeu, exercendo o mandato de 1993 a 1996.

Leia Também:  Polícia Militar promove nesta terça-feira a formatura de 270 novos cabos

Novamente voltou ao cenário político, desta vez pelo PTB, saiu candidato a prefeito e venceu as eleições em 2004, onde cumpriu o mandato de 2005 a 2008, no qual, segundo a população, fez uma ótima administração. Diante disso, saiu candidato a reeleição e venceu pela terceira vez, exercendo o mandato de 2009 a 2012.

No ano seguinte voltou para o cargo de funcionário público (Agente de Polícia Judiciária), e, segundo ele deseja continuar militando na política local em que o seu grupo julgar necessário. Dodo aguardou a sua aposentadoria trabalhando como policial civil. No ano de 2020 saiu candidato a vereador, não obtendo êxito em sua candidatura.

Por Maria Lúcia Fernandes

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ACONTECEU

Selvíria é representada em evento com a ministra Damares

Publicados

em

No final do mês de novembro, a secretária municipal de Assistência Social Tatiane Araújo da Paz; coordenador de Políticas Públicas e Promoção Social Elizabete Teixeira de Souza; conselheiras tutelares Dalila Flávia e Bruna Cavalcante; Kaio Eduardo Silva dos Santos do Conselho Municipal dos Direitos da Criança e do Adolescente (CMDCA) participaram do lançamento do programa “Famílias Fortes” que contou com a presença da ministra Damares Alves. O evento foi organizado pelo deputado federal Dr. Luiz Ovando.

Durante o evento a ministra ressaltou um dado sobre morte de crianças e adolescentes no país. “Há dois anos quando assumimos 32 crianças e adolescentes eram assassinados por dia. Esse número caiu para 18. Não existe no mundo uma queda como essa”, disse. Por fim, mandou um recado. “Pedófilos de MS, vamos pegar vocês todinhos, acabou para vocês”.

Por: Assessoria de Comunicação

COMENTE ABAIXO:
Leia Também:  Investigação indica que grupo russo de hackers é mais poderoso que se imaginava
Continue lendo

SELVÍRIA

ACONTECEU

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA