ACONTECEU

Estuprada e agredida por 20 anos, mulher era mantida presa em casa pelo marido

Mulher decidiu procurar a polícia, está protegida e acusado foi preso

Publicados

em

Um homem de 35 anos de idade foi preso por policiais da DAM (Delegacia de Atendimento à Mulher) de Aquidauana, a 143 quilômetros de Campo Grande, acusado de estuprar, bater e ainda manter a esposa de 39 anos presa dentro de casa. As agressões ocorriam há cerca de 20 anos.

De acordo com as informações da Polícia Civil, no dia 25 de fevereiro deste ano, a filha da vítima acionou a polícia pedindo ajuda para a mãe que estava morando em uma fazenda, distante cerca de 150 quilômetros da cidade. Segundo o relato dessa filha, a mãe estava sofrendo constantes agressões físicas e psicológicas, sem poder sair de casa.

A polícia então se preparou para realizar diligências na fazenda, na qual é possível acesso apenas com veículo 4×4, quando a vítima convenceu o suspeito de levá-la para a cidade, com o intuito de fazer compras. Já em Aquidauana, a mulher foi até a delegacia de polícia, onde registrou boletim de ocorrência.

Na DAM, a vítima afirmou sofrer violências físicas e psicológicas por mais de 20 anos, quando então decidiu acionar a polícia e solicitou medidas protetivas. A mulher foi encaminhada para Campo Grande com os filhos, onde reside a mãe e irmãos.

Leia Também:  Com mais 390 pacientes, MS tem 68 óbitos e se aproxima de 7 mil casos de coronavírus

No dia seguinte, o suspeito pelas agressões foi até a delegacia acompanhado do filho de 17 anos de idade, momento em que recebeu voz de prisão por coação no curso do processo. Ele estava coagindo o adolescente a depor em seu favor. No entanto, foi liberado mediante pagamento de fiança imposta pela Justiça.

No dia 10 de junho, a polícia recebeu uma mensagem da vítima pedindo socorro, após o autor enviar áudios a ameaçando. Nas mensagens ele dizia que estava indo no trabalho da vítima ou ponto de ônibus para matá-la. Após isso, a DAM de Aquidauana contactou a Deam (Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher) em Campo Grande e a juíza de Direito da Vara de Violência doméstica, sendo que foi decretada a prisão do autor.

Na segunda-feira (15) pela manhã, policiais localizaram e prenderam o acusado, que seguia em um veículo pelas ruas de Aquidauana. Ele foi indiciado por lesão corporal dolosa, estupro, injúria, ameaça, coação no curso do processo e descumprimento de medidas protetivas por duas vezes. O homem foi levado para o Estabelecimento Penal.

Leia Também:  Tempo será chuvoso e frio em grande parte do Estado neste sábado

 

Por Midiamax.com.br

COMENTE ABAIXO:
Propaganda

ACONTECEU

Aconteceu esta semana, os trâmites para a cessão de área da UNESP para a construção de Estação de Tratamento de Esgoto em Selvíria

Publicados

em

Nesta tarde (24/06), o prefeito José Fernando recebeu em seu gabinete, juntamente com o procurador geral Alexandre Oliveira, a visita do supervisor da Fazenda de Ensino, Pesquisa e Extensão – FEPE, Prof. Dr. Antônio Carlos de Laurentiz e o diretor na Divisão Técnica Administrativa Antônio Aparecido Moro Junior, ambos da FEIS/UNESP, unidade de Ilha Solteira, e também do gerente regional Adilson Bahia e do supervisor de Unidade Marildo Alexandre da Silva, da Sanesul – Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul.

No encontro, foram tratados assuntos inerentes a “cessão de uso por interesse público” de área pertencente a universidade, para a construção da ETE – Estação de Tratamento de Esgoto, em Selvíria.

Os documentos entregues a Prefeitura de Selvíria e protocolados pela Sanesul, para ser formalizado o pedido de cedência da área, foram encaminhados a UNESP, e com o parecer favorável da Diretoria e Congregação, tramitam para a aprovação da reitoria e Assessoria Jurídica da universidade.

As espectativas para a construção da ETE é para início de 2021, em uma área de cerca de cinco hectares na FEPE (Bovino). Até 2023, o valor total do investimento será de R$ 10.141.012,44 para a conclusão da primeira etapa da obra que é aguarda há décadas pela população de Selvíria.

Leia Também:  Primeira frente fria do inverno chega a MS, e temperaturas variam entre 8°C e 29°C nesta sexta-feira

“Estamos positivos quanto ao projeto da construção da ETE, e esperamos em breve estarmos anunciando o início das obras. Essa é uma antiga demanda local, e a população merece”, disse com entusiasmo o prefeito José Fernando.

Ministério do Desenvolvimento Regional

O projeto foi escolhido em processo seletivo destinado à contratação de operações de crédito para execução de ações de saneamento básico realizado pelo Ministério do Desenvolvimento Regional, antigo Ministério das Cidades. Das 40 cidades selecionadas, 31 ficam no Mato Grosso do Sul. Em Selvíria, o projeto de esgotamento sanitário será executado pela Empresa de Saneamento de Mato Grosso do Sul (Sanesul).

Por: Assessoria de Comunicação.

COMENTE ABAIXO:
Continue lendo

SELVÍRIA

ACONTECEU

MATO GROSSO DO SUL

POLÍCIA

MAIS LIDAS DA SEMANA